Início / Notícias / Brasil /

Celulares devem ficar mais caros no Brasil, alerta indústria

Empresas na Zona Franca de Manaus podem dar férias coletivas em março; celulares devem aumentar de preço no Dia das Mães

Por

O surto de coronavírus na China impactou a indústria brasileira: Wilson Périco, presidente do Cieam (Centro das Indústrias do Estado do Amazonas), afirma que algumas empresas na Zona Franca de Manaus devem ficar sem componentes em março para montar veículos e eletroeletrônicos. Isso pode causar aumento de preços no Dia das Mães, uma das datas mais importantes para o varejo brasileiro.

Foto por NeiFo/Pixabay

“Os estoques estão se reduzindo”, alerta Périco ao TeleSíntese. “E o risco de uma parada nas linhas não é pequeno e aumenta a cada semana; não tivemos a confirmação de novos embarques vindos da China.”

Diversas fábricas chinesas interromperam as atividades por ordem do governo local, a fim de reduzir o contágio do Covid-19. Há mais de 87 mil casos confirmados do coronavírus, a maioria deles na China (80 mil); dois deles são no Brasil.

A redução no fornecimento de celulares, TVs e outros eletroeletrônicos deve gerar aumento de preços para o Dia das Mães (10 de maio). Esta é uma das datas em que as vendas mais crescem no varejo, assim como o Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Natal e Black Friday.

85 mil trabalhadores podem ser afetados

Segundo o presidente do Cieam, algumas empresas da Zona Franca de Manaus estão com baixo estoque de matéria-prima; ao longo de março, elas devem tomar medidas como redução da jornada de trabalho, férias coletivas ou licença remunerada.

Até 85 mil funcionários das fábricas na ZFM podem ser afetados, correspondendo a 17% dos 500 mil empregos diretos gerados na região. A situação só não é pior porque alguns navios vindos da China estão chegando ao Brasil carregados de componentes; eles zarparam antes do ano novo chinês.

Alfredo Menezes, superintendente da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), afirma ao TeleSíntese: “estamos mapeando e vendo o que podemos fazer e quais impactos poderão advir, se essa situação chegar a um ponto extremo”.

Os efeitos do coronavírus não se limitam à ZFM. A Samsung suspendeu a produção em sua unidade de Campinas (SP) por alguns dias de fevereiro. E a Flextronics, que fabrica celulares da Motorola em Jaguariúna (SP), dará dez dias de férias coletivas aos funcionários em março.

Com informações: TeleSíntese.