Início / Notícias / Brasil /

Correios anunciam opção “Entrega no Vizinho” para Sedex e PAC

Entrega no Vizinho dos Correios permite indicar casa ao lado como destinatário alternativo

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Você faz uma compra online e descobre que a entrega vai ser feita em um dia em que não haverá ninguém na sua casa. Não é preciso cancelar o seu compromisso por isso: os Correios anunciaram uma opção chamada Entrega no Vizinho que, como o nome diz, permite indicar a casa ao lado como destinatário alternativo.

Encomenda dos Correios / rastreamento correios

Os Correios dizem que a novidade foi criada após ter sido sugerida recorrentemente por clientes. Faz sentido até para a própria empresa: a entrega no vizinho evita que os Correios tenham custos extras com a realização de outras tentativas de entrega.

Tudo o que o cliente precisa fazer é indicar na etiqueta de endereçamento que o vizinho está autorizado a receber a entrega na ausência do destinatário. O número do imóvel desse vizinho também precisa ser informado, é claro.

A nova opção não gera custo adicional e não altera o prazo de entrega, mas tem algumas regras. Para começar, a novidade só está disponível para remessas realizadas via Sedex ou PAC. Além disso, apenas as etiquetas de endereçamento padronizadas pelos Correios (PDF) são aceitas.

Etiquetas - Correios

Outra restrição: o vizinho indicado só pode estar a até duas casas à direita ou à esquerda do endereço do destinatário. A residência logo à frente também é aceita. No caso de prédios, qualquer apartamento poderá ser indicado.

O funcionamento do Entrega no Vizinho é simples: o carteiro tentará fazer a entrega no destinatário principal e, caso ninguém atenda, levará a remessa para o vizinho indicado.

Os Correios anunciaram também uma pequena mudança no sistema de rastreamento: agora, os clientes poderão ser informados sobre a data prevista de entrega de encomendas nacionais ou de remessas postais (econômicas e expressas). Por enquanto, essa função se limita a consultas web, mas em breve estará disponível nos aplicativos dos Correios.