Redmi Note 7 Pro explode e Xiaomi oferece celular grátis a cliente

Xiaomi queria cobrar para substituir Redmi Note 7 Pro que explodiu; incêndio destruiu mochila do cliente

Felipe Ventura
Por

A Xiaomi entregou um Redmi Note 7 Pro novo e uma mochila grátis para um cliente na Índia cujo celular da marca explodiu na sexta-feira (13). Inicialmente, o suporte oficial da fabricante queria que ele pagasse 50% do valor para obter outra unidade do smartphone.

Xiaomi Redmi Note 7 Pro

Vikesh Kumar explica ao 91mobiles que seu Redmi Note 7 Pro estava no bolso com 90% de carga, e do nada começou a ficar muito quente. Segundos depois, ele pegou o celular e viu que a bateria estava emitindo fumaça; então, o rapaz jogou o aparelho na direção de sua mochila.

O Redmi Note 7 Pro explodiu e fez a mochila pegar fogo. De acordo com Kumar, o incêndio só pôde ser totalmente apagado com um extintor de incêndio, que deixou uma coloração branca nos dois objetos. Ele diz que o celular foi comprado em dezembro de 2019, não havia sofrido nenhum dano físico e sempre era recarregado com o acessório que veio na caixa.

Kumar foi até uma assistência técnica da Xiaomi, que resolveu culpá-lo pela explosão do aparelho, além de tentar cobrar 50% do valor de um Redmi Note 7 Pro para oferecer uma unidade de substituição. A ordem de serviço diz apenas que o aparelho teve “falha ao ligar”, sem mencionar o incêndio.

Xiaomi dá celular e mochila para cliente

Xiaomi Redmi Note 7 Pro

Vikesh Kumar recebe Redmi Note 7 Pro e mochila da Xiaomi

A reportagem do 91mobiles foi publicada no sábado; no mesmo dia às 18h, a Xiaomi entrou em contato com Kumar para lhe oferecer uma unidade nova do Redmi Note 7 Pro e uma mochila Mi Business Casual Backpack. Eles têm valor de 10 mil rúpias e 1 mil rúpias, respectivamente, um total equivalente a R$ 750.

A Xiaomi afirma que realizou uma análise detalhada e “concluiu que o dispositivo já estava fisicamente danificado antes de ser levado ao centro de serviço”. Depois, a empresa voltou atrás, dizendo que o dano físico ocorreu após a explosão da bateria.

Em fevereiro, um Redmi Note 6 Pro entrou em chamas enquanto era aberto em uma assistência técnica na Índia. E no ano passado, um Redmi Note 7S e um Redmi Note 7 Pro pegaram fogo. Será uma maldição do nome “Note”?

Relacionados

Relacionados