Notícias Negócios

AliExpress libera parcelamento de compras para todos no Brasil

AliExpress permite fazer compras a partir de R$ 50 em até 6x sem juros (ou 12x com acréscimo); Wish e Gearbest também parcelam

Felipe Ventura
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Sem muito alarde, o AliExpress abriu o pagamento em parcelas (a prazo) para todos os clientes no Brasil: você pode fazer qualquer compra a partir de R$ 50 em até 6 vezes sem juros, ou em até 12 vezes com acréscimo. A Wish passou a aceitar parcelamento no ano passado; a opção já estava disponível há mais tempo na Gearbest.

AliExpress

Foto por Ivan Radic/Flickr

Há relatos no Twitter de que o parcelamento no AliExpress era oferecido desde o final de fevereiro no Brasil, mas a empresa só fez o anúncio oficial nesta semana: ela confirma ao Tecnoblog que “o serviço está disponível para todo o país”.

Os termos e condições dizem que é possível parcelar qualquer compra acima de US$ 10 — atualmente R$ 50,80 — em seis vezes sem juros, ou em 12x com acréscimo. Trata-se do valor total, incluindo o frete. No entanto, encontramos alguns produtos de R$ 45 (com frete incluso) que também aceitam pagamento a prazo.

“Apenas cartões de crédito brasileiros suportam a opção de pagamento a prazo”, avisa o AliExpress. Além disso, o parcelamento só aparece quando a entrega é enviada para um endereço no Brasil.

AliExpress e parcelamento no Brasil

Para quem quiser parcelar em 7 a 12 vezes, esse é o acréscimo cobrado pelo AliExpress:

ParcelamentoJuros
1 a 6 vezessem juros
7 vezes1,4% do total
8 vezes1,6% do total
9 vezes1,8% do total
10 vezes2% do total
11 vezes2,2% do total
12 vezes2,4% do total

Wish e Gearbest têm parcelamento no Brasil

Em novembro de 2019, a Wish liberou o parcelamento de compras acima de R$ 50 no cartão de crédito em até 6 vezes sem juros.

Enquanto isso, a Gearbest oferece pagamento a prazo desde 2017: há opções de 2x, 3x, 4x, 5x, 6x, 9x, 10x ou 12x, todas com um pequeno acréscimo. A loja diz que aceita parcelamento em compras a partir de R$ 45, mas a regra deve ter mudado com a alta do dólar: fizemos o teste e isso não estava disponível para uma compra de R$ 65,90.

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque