Caixa: app fica fora do ar após liberação de auxílio de R$ 600

Caixa Econômica Federal (CEF) tem instabilidade no internet banking; cadastro para "coronavoucher" é feito em outro aplicativo

Felipe Ventura
Por

Parece que os sistemas da Caixa Econômica Federal (CEF) não estavam preparados para a alta demanda do auxílio emergencial de R$ 600: o site e o app do banco estão instáveis ou fora do ar para alguns clientes nesta terça-feira (7). O cadastro para o “coronavoucher”, concedido durante a pandemia do coronavírus (COVID-19), é feito em um aplicativo separado ou por telefone.

Caixa Econômica Federal

As reclamações no DownDetector começaram a se acumular às 9h da manhã e vêm crescendo desde então. A Caixa teve um problema parecido ontem, mas ele havia sido resolvido à noite; agora, a instabilidade voltou. Clientes não conseguem acessar a conta, pagar boletos, ver saldo ou extrato, nem realizar outros tipos de transações.

“Não consigo acessar o aplicativo, nem fazer pagamentos e consultar saldos”, reclama um usuário no DownDetector. “Estou tentando pagar um boleto pelo internet banking sem sucesso, fala que é problema de conexão”, relata outro.

App da Caixa diz que não há conexão à internet

Um dos clientes explica que o aplicativo da Caixa diz que não há conexão à internet, mesmo se o Wi-Fi, 3G ou 4G estiver funcionando normalmente. Quando conecta, ele demora vários minutos para abrir as opções e até para carregar um extrato. Isso não está limitado ao app: uma usuária afirma que o site da Caixa também se encontra instável.

A situação parece estar se normalizando desde às 16h, mas o DownDetector ainda registra diversas queixas de clientes.

O cadastro para receber o auxílio emergencial de R$ 600 começou hoje: isso é feito através de um aplicativo separado da Caixa, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo telefone 111. Estima-se que 15 milhões a 20 milhões de pessoas terão que se registrar para receber o benefício, pois não constam no Cadastro Único (CadÚnico) de programas sociais do governo.

Caixa fora do ar

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Relacionados

Relacionados