Notícias Ciência

Samsung cria app que monitora pressão sanguínea no Galaxy Watch

Monitoramento de pressão arterial pelo Samsung Galaxy Watch Active 2 já foi aprovado pelo governo coreano

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Samsung anunciou nesta terça-feira (21) que desenvolveu uma ferramenta para monitorar a pressão arterial de usuários do Galaxy Watch Active 2. O aplicativo, que utiliza os sensores existentes do smartwatch, ainda não está disponível para os consumidores, mas já foi homologado pelo Ministério da Segurança de Alimentos e Medicamentos da Coreia do Sul, o equivalente à nossa Anvisa.

Samsung Galaxy Watch Active 2 monitora pressão sanguínea

O monitoramento da pressão sanguínea é realizado a partir dos sensores de batimentos cardíacos do Galaxy Watch Active 2. Para que a ferramenta funcione, é preciso calibrá-la previamente com um esfigmomanômetro. Primeiro, você mede a pressão com o equipamento tradicional e registra os valores sistólicos e diastólicos no aplicativo, aqueles cujos ideais são 120 por 80 milímetros de mercúrio (o famoso “12 por 8”).

A partir daí, os sensores do Galaxy Watch Active 2 podem analisar as ondas geradas pelas batidas do seu coração, relacioná-las com o valor calibrado previamente e então identificar qual foi a variação da pressão arterial — em última instância, “medindo” a pressão em si. De acordo com a Samsung, os usuários precisam recalibrar o smartwatch a cada quatro semanas para garantir a precisão.

A pressão alta (hipertensão), quando os valores são iguais ou ultrapassam 14 por 9, é um dos fatores de risco para acidentes vasculares cerebrais, enfartes, aneurismas arteriais e insuficiências renal e cardíaca. Segundo o Ministério da Saúde, 388 pessoas morrem por dia no Brasil devido à hipertensão. A doença não tem cura, mas pode ser controlada.

O recurso de monitoramento de pressão arterial será liberado para os usuários do Galaxy Watch Active 2 a partir do terceiro trimestre de 2020 e também estará disponível para os futuros smartwatches da fabricante. A Samsung diz que a disponibilidade do aplicativo varia de acordo com o país; ainda não há informações sobre o lançamento da ferramenta no Brasil.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque