Notícias Inteligência Artificial

Facebook dará US$ 100 mil para quem criar IA contra “memes de ódio”

Competição do Facebook estimula o desenvolvimento de ferramentas de inteligência artificial para filtrar discursos de ódio

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O Facebook anunciou, nesta terça-feira (12), uma competição para aprimorar recursos que detectem discursos de ódio na internet. Além de disponibilizar uma base de dados com mais de 10 mil imagens para o desenvolvimento de novas ferramentas, a rede social dará até US$ 100 mil em prêmios para quem criar um algoritmo de inteligência artificial (IA) para filtrar “memes de ódio”. As inscrições do concurso já estão abertas no DrivenData.

Facebook

As iniciativas da rede social buscam meios para tornar as ferramentas para verificação de conteúdos mais hábeis e mais precisas. Para isso, a rede social providenciou tanto uma base de dados para a comunidade de pesquisadores quanto uma competição para estimular o desenvolvimento de um algoritmo capaz de identificar memes com discursos de ódio.

Ao todo, a base de dados possui mais de 10 mil memes multimodais criados por uma ferramenta do Facebook. O conjunto traz imagens com fotos licenciadas pelo Getty Images no fundo e textos baseados em memes já existentes na internet com mensagens que remetam à intolerância.

O acesso à base de dados será limitado a pesquisadores para evitar o uso indevido dos memes. Segundo o Facebook, “os participantes deverão concordar com os termos de uso sobre como usarão, armazenarão e manipularão os dados. Também existem restrições estritas no compartilhamento de dados”.

Já o concurso do Facebook, conhecido como “Hateful Memes”, tem como objetivo criar “um algoritmo de inteligência artificial que identifique discursos de ódio multimodais em memes da internet”. A rede social destinará US$ 100 mil à competição, cujo valor deve ser repartido entre os cinco primeiros colocados na disputa. As cifras variam entre US$ 7 mil e US$ 50 mil.

Interessados já podem se inscrever no concurso pelo site do DrivenData (drivendata.org). A competição está prevista para ser encerrada em 31 de outubro de 2020.

O Facebook também anunciou melhorias em suas ferramentas de inteligência artificial para detectar e combater a desinformação sobre a COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Com informações: The Next Web, TechCrunch e Facebook

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque