Notícias Internet

Microsoft melhora Office.com com Fluid Framework de código aberto

Versão web do Office terá componentes da Fluid Framework que podem ser editados e atualizados em tempo real

Felipe Ventura
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Durante a conferência Build 2020, a Microsoft anunciou que vai incorporar um projeto chamado Fluid Framework na versão web do Office. Trata-se de componentes — como uma lista de tarefas ou um gráfico — que podem ser editados e se atualizam em tempo real onde quer que estejam incorporados. A plataforma terá código aberto para que desenvolvedores possam usá-la em seus próprios aplicativos.

Microsoft Fluid Framework

Inicialmente, assinantes do Microsoft 365 Enterprise e Education poderão usar componentes Fluid no Outlook para a web. Isso significa que será possível incorporar tabelas, gráficos, agendas e listas de tarefas em um e-mail; eles poderão ser editados por várias pessoas ao mesmo tempo sem abrir outro programa (e sem enviar outra mensagem).

No Office.com, a Microsoft terá workspaces para edição colaborativa com suporte a @menções para chamar atenção de membros da equipe, além de um histórico de edições do documento.

Ainda este ano, componentes Fluid serão integrados ao Microsoft Teams; a promessa é vê-los nas versões do Outlook para desktop em 2021. O objetivo é que esse recurso esteja presente em todos os aplicativos do Office, incluindo Excel, Word e PowerPoint.

Microsoft Fluid Framework

A visão da Microsoft é permitir que as pessoas sejam mais produtivas sem mudar de ferramenta. Por exemplo, se você quiser criar uma lista para brainstorming, não precisa criar um documento colaborativo: basta adicionar um componente Fluid no e-mail, enviar para os contatos e vê-los editar o arquivo.

Em outro exemplo, um gráfico feito no Excel é incorporado a e-mails do Outlook, relatórios do Word e apresentações do PowerPoint. O Fluid promete rápido e ter baixa latência, exibindo mudanças em tempo real mesmo se 100 pessoas estiverem editando o mesmo componente.

Microsoft Fluid Framework Microsoft Fluid Framework

Microsoft abre código de Fluid Framework

O código-fonte da Fluid Framework será disponibilizado no GitHub nas próximas semanas. Desenvolvedores poderão usar APIs de JavaScript para criar novas experiências colaborativas.

Dan Zarzar, gerente de produto na Microsoft, afirma ao The Verge que a empresa recebeu milhares de pedidos de desenvolvedores para trabalharem com a Fluid Framework. O projeto vem sendo preparado há 18 meses e está em prévia há seis meses com cerca de dez parceiros.

A Fluid Framework me faz lembrar do Google Wave: era uma plataforma de edição colaborativa com baixa latência e código aberto, que podia ser incorporada em páginas da web. Lançado em 2009, o projeto foi encerrado pouco tempo depois. Será que agora dá certo?

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque