Notícias Gadgets

Xiaomi Mi Band 4 terá suporte a NFC na Europa

Xiaomi Mi Band 4 com NFC será lançada na Rússia em junho com suporte a pagamentos a distância para cartões MasterCard

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Xiaomi levará a Mi Band 4 com NFC para a Europa nas próximas semanas. Inicialmente disponível somente na Rússia, proprietários da “Mi Smart Band 4 NFC” poderão realizar pagamentos direto do pulso, algo antes limitado aos usuários chineses do wearable. As vendas da smartband com o recurso começam em 16 de junho.

Xiaomi Mi Smart Band 4 NFC

Os detalhes sobre a versão russa da Mi Band 4 com NFC já estão disponíveis no site local da fabricante. Segundo a Xiaomi, “a função de pagamento sem contato funciona apenas com a versão oficial em russo do Mi Smart Band 4 NFC. Certifique-se de que o produto tenha o identificador MGW4059RU após a compra”. O wearable estará à venda por 3.990 rublos (cerca de R$ 300 em conversão direta).

Além do modelo MGW4059RU, somente cartões MasterCard serão compatíveis com o recurso de pagamento por aproximação da Xiaomi. Ainda não há previsão sobre a compatibilidade com outras bandeiras no wearable.

Xiaomi Mi Smart Band 4 NFC

A Rússia, porém, não deve ser o único país a receber a novidade. A Xiaomi ainda pode levar a edição da pulseira com NFC para outros países europeus no futuro, segundo o GSMArena nesta terça-feira (2). Outras opções de pagamento são igualmente aguardadas.

Não há previsão de lançamento da Xiaomi Mi Band 4 com NFC no Brasil. A edição sem suporte a pagamentos por aproximação está à venda no comércio nacional desde outubro de 2019 com preço sugerido de R$ 335.

Com informações: Xiaomi (Rússia) e GSMArena

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque