Notícias Brasil

Celulares Xiaomi são apreendidos em carga de R$ 1,5 milhão em SP

Polícia Rodoviária Federal apreende mais de 1.100 celulares em Registro (SP), incluindo diversas unidades do Xiaomi Redmi Note 8

Felipe Ventura
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Uma carga de produtos eletrônicos foi apreendida na noite de terça-feira (23) no litoral sul de São Paulo: ela tinha mais de 1.100 celulares, incluindo diversas unidades do Redmi Note 8 organizadas em caixas com o logotipo da Xiaomi. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também encontrou outros tipos de produtos sem nota fiscal; ao todo, as mercadorias contrabandeadas foram avaliadas em R$ 1,5 milhão.

Xiaomi

Carga apreendida tem Xiaomi Redmi Note 8 e mais

Segundo a PRF, uma equipe de policiais abordou um caminhão na rodovia Régis Bittencourt em Registro (SP). O motorista de 28 anos entregou uma nota fiscal que mencionava apenas roupas. Os agentes abriram a porta do baú do caminhão e descobriam vários outros produtos, todos sem documento fiscal.

As mercadorias seriam entregues na capital paulista, mais especificamente na região da Rua 25 de Março, conhecida por seu comércio informal. Essa é a lista informada pela PRF:

  • mais de 1.100 smartphones “de alto desempenho e de origem chinesa”;
  • 254 suplementos alimentares;
  • 24 produtos de beleza;
  • 22 outros itens eletrônicos.

É possível ver, nas fotos e no vídeo divulgados pela polícia, que a carga apreendida era composta principalmente por celulares da Xiaomi, em especial o Redmi Note 8. Este modelo parece estar em alta demanda no mercado cinza, pois se destacou em outras apreensões recentes — uma no Mato Grosso do Sul, outra no estado de SP.

De acordo com a PRF, a carga foi levada à Receita Federal; e o motorista vai responder em liberdade pelo crime de descaminho, definido pelo Código Penal como a venda de “mercadoria de procedência estrangeira que introduziu clandestinamente no País ou importou fraudulentamente”.

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque