Notícias Jogos

FarmVille do Facebook será encerrado por rodar em Flash

Simulador de fazendinha, um clássico do Facebook, será desativado em dezembro de 2020

Vivi Werneck
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

FarmVille, da desenvolvedora Zynga, será oficialmente desligado no dia 31 de dezembro de 2020, já que o Facebook não dará mais suporte a jogos em Flash. Se você ainda jogava esse mini simulador de fazenda é bom começar a se despedir dos seus moranguinhos.

farmville

A notícia do fim do suporte da rede social ao Flash não é de agora. Em julho deste ano, o Facebook já havia anunciado que não iria mais usar o plugin em sua plataforma. A Adobe também irá suspender o Flash Player no dia 31 de dezembro de 2020.

Lançado em 2009, FarmVille foi uma febre em sua época e um dos maiores destruidores de produtividade já implementados no Facebook. O jogo, inclusive, teve mais de 10 milhões de jogadores ativos diários em menos de dois meses, segundo o site Polygon. O simulador chegou a receber uma edição mobile, mas nem de longe fez o sucesso da versão para navegador.

O fim de uma era… De legumes e frutinhas

Tendo você jogado FarmVille ou não é fato que o game foi um hit no Facebook há mais de 10 anos. Quem nunca recebeu um convite de alguém para jogar, por meio de notificações, não devia ser um usuário muito ativo da plataforma na época. Era um verdadeiro inferno (para alguns) e, possivelmente, criou ou desfez muitas amizades.

Os jogadores ainda ativos de FarmVille poderão continuar a fazer compras dentro da loja do game até o dia 17 de novembro (apesar de, sinceramente, não fazer mais sentido). Após esse período, o sistema de pagamentos do jogo será desativado.

Se você quiser continuar jogando o simulador terá mesmo que migrar para a versão mobile. A desenvolvedora Zynga já adiantou que FarmVille 3 estará disponível, mundialmente, em breve.

Com informações: The Verge

Vivi Werneck

Editora-Assistente

Vivi Werneck é especialista em games e trabalha no mundo tech há 15 anos. Em 2018, recebeu o Prêmio Comunique-se como melhor jornalista de tecnologia. Já escreveu para revistas de games pioneiras no Brasil, como EDGE, PlayStation Brasil e EGW. Também é veterana em eventos de jogos, como a BGS e E3 (inclusive, presencialmente). Hoje, ela é editora-assistente no Tecnoblog, editora no Meio Bit e apresenta o Hit Kill.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque