Capcom é vítima de ransomware e dados de 350 mil clientes são expostos

Funcionários, clientes e até acionistas da Capcom são afetados por ataque hacker envolvendo ransomware com recusa de resgate

Felipe Vinha
Por

A Capcom, produtora de jogos como Resident Evil e Street Fighter, foi vítima de um ataque via ransomware na última semana, que manteve dados de usuários reféns nos últimos dias. Como a empresa se recusou a pagar pelo resgate, os autores do ataque liberaram as informações na rede, incluindo detalhes de 350 mil clientes e de funcionários da empresa.

Marvel vs. Capcom é um dos jogos da Capcom (Imagem: Capcom/Divulgação)

Marvel vs. Capcom é um dos jogos da Capcom (Imagem: Capcom/Divulgação)

Anteriormente, a empresa havia comunicado que nada relacionado a clientes tinha sido afetado. Agora, em nova nota, a Capcom alega que pelo menos 350 clientes podem ter sido vítimas dos dados roubados.

Estes dados incluem nome, endereço, número telefone e também data de nascimento. A Capcom alega ainda que o roubo inclui conteúdo extremamente confidencial, como dados financeiros e detalhes de recursos humanos, de atuais e ex-funcionários – aproximadamente 14 mil profissionais.

Outros dados mantidos reféns e que foram supostamente liberados incluem informações de empresas parceiras, detalhes de negociações, entre outros. A Capcom revela que não consegue calcular, de maneira específica, a quantidade do dano causado.

A empresa se desculpa: “A Capcom oferece sua sinceras desculpas por qualquer complicação e preocupação que isso possa trazer para seus clientes potencialmente impactados, bem como acionistas”. Aliás, foram mais de 40 mil dados afetados, apenas de acionistas.

Ragnar Locker

Segundo o site TechCrunch, a empresa foi vítima do ransonware conhecido como Ragnar Locker, no início de novembro. Isso fez com que todas as redes internas e externas da Capcom fossem desligadas, de maneira temporária.

A companhia também disse que já está correndo atrás do prejuízo e trabalhando com autoridades locais de diversos territórios onde foi afetada, como Japão, EUA e Reino Unido.

Em sua página oficial a Capcom também oferece números de telefone para os países afetados, caso consumidores queiram telefonar para mais esclarecimentos ou resolução de problemas. O comunicado pode ser visto neste link, apenas em inglês.

Com informações: TechCrunch.

Felipe Vinha

Ex-autor

Felipe Vinha é jornalista com formação técnica em Informática. Já cobriu grandes eventos relacionados a jogos, como a E3, BlizzCon e finais mundiais de League of Legends. Em 2021, ganhou o Prêmio Microinfluenciadores Digitais na categoria entretenimento. Foi autor no Tecnoblog entre 2020 e 2022, escrevendo principalmente sobre games e entretenimento. Passou pelos principais veículos do ramo, e também é apresentador especializado em cultura pop.

Relacionados

Relacionados