MS Bank acusa TransferWise de envio ilegal de dinheiro usando dados de clientes

Em comunicado para clientes, banco afirma que as operações ilegais da TransferWise foram confirmadas pelo BC e pela Receita Federal

Ana Marques
Por

Os clientes MS Bank que tentaram acessar o site da empresa na noite desta sexta-feira (12) foram recepcionados por um pop-up com o aviso: “Se você é um cliente MS Bank por meio da plataforma TransferWise, temos um comunicado importante para você”. No comunicado, o banco acusa a TransferWise de realizar transferências ilegais usando dados de seus usuários.

Transferwise (Imagem: Divulgação)

Transferwise (Imagem: Divulgação)

De acordo com o MS Bank, que era utilizado como correspondente cambial pela TransferWise até fevereiro, a fintech teria fraudado transferências internacionais sem o conhecimento do banco, utilizando nome e dados financeiros de seus clientes.

“O MS BANK comunicou ao Banco Central sobre inconformidades nos valores de algumas operações realizadas via Transferwise e após uma investigação interna do Banco Central e da Receita Federal foi confirmado que a Transferwise alterava cotações de moeda estrangeira para enviar dinheiro ilegal para o exterior de carona com remessas de clientes da plataforma”, explica a publicação no site da empresa.

O comunicado do MS Bank inclui ainda um vídeo com exemplos de como a TransferWise teria atuado para realizar o envio de dinheiro ilegalmente. Um deles considera um cenário hipotético no qual um cliente teria comprado 1.000 euros a uma taxa de R$ 7 por euro, totalizando R$ 7 mil reais. Em vez de a correspondência ser 1.000 euros, de acordo com o MS Bank, a TransferWise transformava esse valor em outro um pouco maior, como 1.005 euros, aproveitando a transação do cliente para enviar 5 euros ao exterior sem pagar impostos.

O vídeo também traz algumas orientações aos clientes sobre como proceder para saber se seus dados estiveram envolvidos nas transações ilegais feitas pela TransferWise.

O MS Bank afirma ter denunciado a suposta fraude ao Ministério Público Federal após investigações sobre as operações realizadas e da conclusão da ilegalidade pelo Banco Central e pela Receita Federal.

TransferWise nega acusações

Procurada pelo Tecnoblog, a TransferWise Brasil negou as acusações feitas pelo MS Bank e afirmou que “segue rigorosamente a legislação tributária e a regulamentação local no Brasil e nos mais de 50 países em que atua”, ressaltando ainda que “não está ciente de nenhuma investigação ou acusação em seu nome por nenhum órgão regulador ou outra autoridade”. O posicionamento da fintech pode ser lido na íntegra no final da matéria.

MS Bank e TransferWise cortaram laços em fevereiro

As atividades entre o MS Bank e a TransferWise foram encerradas no dia 18 de fevereiro. Na ocasião, diversos usuários foram pegos de surpresa ao não conseguirem completar suas transações internacionais.

O comunicado, no primeiro momento, não veio pela TransferWise, mas sim pelo MS Bank, por meio de um e-mail que avisava sobre o fim da parceria. A mensagem também comunicava o lançamento da CloudBreak, uma plataforma própria do MS Bank com um custo mais baixo do que a antiga parceira.

Comunicado da TransferWise:

A TransferWise Brasil reforça que segue rigorosamente a legislação tributária e a regulamentação local no Brasil e nos mais de 50 países em que atua. A empresa recebeu recentemente do Banco Central do Brasil a autorização para funcionar como corretora de câmbio no País, o que comprova que não possui qualquer irregularidade ou pendência em sua operação. Com a licença de corretora de câmbio, a TransferWise está em processo para realizar transações de câmbio diretamente, sem a necessidade de um intermediário.

A TransferWise Brasil não possui relações comerciais com o MS Bank desde 18/02/2021 e afirma que até essa data, o banco era responsável por reportar as operações de câmbio junto ao Banco Central.

A TransferWise Brasil está em contato constante com as instituições pertinentes para prestar os devidos esclarecimentos rotineiros sobre sua operação no País. A empresa ainda afirma que não está ciente de nenhuma investigação ou acusação em seu nome por nenhum órgão regulador ou outra autoridade.

A TransferWise Brasil reforça que mantém o compromisso com a transparência e a segurança das transações dos mais de 10 milhões de clientes ao redor do mundo. Além disso, garante que não foi realizada nenhuma atividade fraudulenta ou minimamente incorreta com dados e/ou fundos dos clientes.

*Matéria atualizada às 22:55 para inclusão do posicionamento da TransferWise

Relacionados

Relacionados