Início / Notícias / Cultura /

Disney e Starz entram em disputa pela marca Star no Brasil

Disney usa marca Star nos antigos canais da Fox e deve lançar streaming Star+ em junho de 2021

Lucas Braga

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Disney comprou a Fox em 2019, mas optou por trocar o nome dos canais de entretenimento para Star. A mudança não agradou o canal de televisão Starz, que registrou oposição no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), órgão responsável pelo registro de marcas no Brasil.

Disney anuncia chegada do Star+ no Brasil

Disney pode ser impedida de usar marca Star no Brasil e outros países (Imagem: Reprodução/Disney)

A informação divulgada pelo usuário PawneeBR no Twitter. A Starz, que possui o serviço de streaming StarzPlay no Brasil, também tenta barrar a marca Star em outros países da América Latina, como Argentina e México.

No INPI, há registro para oposição das marcas Star+, Star Channel e Star Hits. Caso o órgão aceite o pedido da Starz, a Disney ficaria obrigada a usar outra marca ou fechar um acordo para remunerar a reclamante.

Starz registrou pedido de oposição à marca Star (Imagem: Reprodução/INPI)

Starz registrou pedido de oposição à marca Star (Imagem: Reprodução/INPI)

As marcas da Star constam no sistema do INPI como registradas pela Disney em dezembro de 2020. As petições para registro de oposição da Starz foram incluídas em abril de 2021.

Mas quem é Starz?

A Starz pode não ser uma empresa tão conhecida como a Disney, mas sua plataforma de streaming StarzPlay existe no Brasil desde outubro de 2019. A empresa produz filmes e séries, incluindo sucessos como Jogos Vorazes, Divergente e Truque de Mestre.

Aplicativo Starzplay no Android (Imagem: Lucas Lima/Tecnoblog)

Aplicativo Starzplay no Android (Imagem: Lucas Lima/Tecnoblog)

O StarzPlay pode ser assinado diretamente com a programadora ou através de parceiros como Amazon Prime Video, Apple TV e operadoras de telecomunicações.

Star+ seria equivalente ao Hulu no Brasil

A adoção da marca Star pela Disney foi uma forma de separar os conteúdos voltados para um público mais adulto. Com a falta de filmes e séries da Fox no Disney+, a empresa deverá lançar o serviço de streaming Star+, incluindo todas as temporadas de Os Simpsons e demais conteúdos da programadora.

O Star+ exigirá uma assinatura separada da Disney+, assim como ocorre com o Hulu nos Estados Unidos. O preço mensal ainda não foi divulgado pelo conglomerado de mídia.