Início / Notícias / Gadgets /

Relógios da Samsung vão receber três anos de atualizações, mas não Wear OS

Samsung promete três anos de atualizações a relógios da marca com Tizen após novo Wear OS ser anunciado no Google I/O 2021

Por

Durante o Google I/O 2021, o Google revelou o novo Wear OS ao lado da Samsung. A plataforma recém-estreada, porém, não será levada aos relógios atuais da marca sul-coreana, como o Galaxy Watch 3 e Active 2. Em compensação, a fabricante prometeu três anos de atualizações aos smartwatches com o sistema operacional Tizen.

Samsung Galaxy Watch 3 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy Watch 3 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

É o que mostra um editorial publicado nesta terça-feira (18), assinado por Janghyun Yoon, vice-presidente executivo e líder da equipe da plataforma S/W da empresa. No artigo, o executivo afirmou que a Samsung continuará a oferecer atualizações a relógios da marca com Tizen. O prazo é de três anos a contar pelo lançamento do dispositivo.

Isto significa que o Galaxy Watch 3 ainda deve receber atualizações até 2023. O relógio, vale lembrar, veio ao mundo em agosto de 2020. O Samsung Galaxy Watch Active 2, apresentado pela primeira vez em agosto de 2019, tende a ser atualizado até 2022.

A promessa é próxima ao que a companhia oferece aos seus celulares. Em agosto, a fabricante divulgou uma lista de smartphones que receberão atualizações do Android por três anos. A relação menciona tanto celulares dobráveis e das famílias Galaxy S e Note quanto alguns modelos da linha Galaxy A e tablets mais avançados.

Em fevereiro, a proposta foi estendida às atualizações de segurança. A Samsung firmou um compromisso de fornecer pacotes com correções por quatro anos a smartphones das linhas Galaxy A, M, S Note e dobráveis. Os tablets também estão na lista.

Google e Samsung anunciam novo Wear OS (Imagem: Reprodução/Google)

Google e Samsung anunciam novo Wear OS (Imagem: Reprodução/Google)

Google e Samsung revelam novo Wear OS

Além do Android 12, o Google I/O 2021 também foi palco para o novo Wear OS. Anunciado em parceria com a Samsung, o Google revelou a nova plataforma que unifica funções de seu sistema e do Tizen, encontrado em relógios da marca sul-coreana. Os recursos da Fitbit, adquirida pela gigante das buscas, também entram no pacote.

A novidade tende a trazer diversas melhorias ao sistema para relógios. Em relação ao desempenho, o Google promete melhoria de 30% na velocidade para abrir aplicativos e mais eficiência para poupar a bateria dos wearables. A plataforma ainda vai ganhar novos atalhos, apps renovados e tecnologias de saúde e bem-estar da Fitbit.

A nova versão do sistema está prevista para marcar presença no esperado Samsung Galaxy Watch 4. O smartwatch deve ser apresentado nos próximos meses.

Com informações: Samsung (Newsroom), SamMobile e XDA-Developers