Galaxy S21 Ultra: testes mostram Exynos mais próximo do Snapdragon 888

Samsung Galaxy S21 Ultra possui edições com os processadores Qualcomm Snapdragon 888 e Exynos 2100 em sua ficha técnica

Bruno Gall De Blasi
Por

A Samsung lançou o Samsung Galaxy S21 Ultra em duas edições: uma com o processador Qualcomm Snapdragon 888 e outra com o Exynos 2100. Mas, ainda que os chips tenham especificações bem próximas, existe alguma diferença tangível entre os componentes? É o que o Android Authority buscou responder em um comparativo.

Samsung Galaxy S21 Ultra (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy S21 Ultra (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

O experimento utilizou as duas variantes do celular com tela na resolução Full HD e com a taxa de atualização variável de até 120 Hz ligada. Os resultados revelaram que o chip da Samsung não está tão distante assim da peça da Qualcomm, encontrada em países como os Estados Unidos. No Brasil, o celular é comercializado com o Exynos 2100.

Os processadores possuem a mesma quantidade de núcleos, mas com arranjos diferentes. O Snapdragon 888 tem um Cortex-X1 de 2,84 GHz, três Cortex-A78 de 2,4 GHz e quatro Cortex-A55 de 1,8 GHz. Os gráficos são representados pela Adreno 660.

O Exynos 2100 é formado por um Cortex-X1 de 2,9GHz, três Cortex-A78 de 2,8 GHz e mais quatro Cortex-A55 de 2,2GHz. O chip gráfico é o Mali-G78. Assim como o processador da Qualcomm, o componente é feito em um processo de 5 nanômetros.

Site compara processadores do Samsung Galaxy S21 Ultra

A primeira rodada envolveu os testes Geekbench 5, 3DMark e AnTuTu. No primeiro momento, que foca na CPU, o Exynos 2100 levou vantagem com apenas um núcleo (single core) e com múltiplos núcleos (multi-core), com 1.109 pontos e 3.620 pontos, respectivamente. O Snapdragon 888 alcançou 1.098 pontos e 3.363 pontos.

No teste 3DMark, que se concentra no chip gráfico, a ordem mudou. A edição com Snapdragon saiu na frente, com 7.895 pontos, enquanto o modelo com Exynos alcançou 7.761 pontos. Assim como o Geekbench 5, quanto maior a pontuação, melhor.

O AnTuTu considera o conjunto do celular como um todo para determinar seus resultados. Novamente, o modelo com Snapdragon manteve-se no topo, com 701.672 pontos. A opção com o processador da Samsung alcançou 644.316 pontos.

Samsung Galaxy S21 Ultra (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Samsung Galaxy S21 Ultra (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

A segunda rodada envolveu o Speed Test G, um teste independente do site especializado para medir o desempenho de smartphones. Aqui, o Android Authority tirou a média de dez execuções para compará-los. Neste momento, como os resultados são mensurados em milissegundos (ms), quanto menor, melhor.

O Qualcomm Snapdragon 888 manteve-se na frente. Em relação à CPU e à GPU, o processador realizou as execuções em 36,23 ms e 26,28 ms, respectivamente. Ao misturar ambos os componentes, o tempo é de 18,53 ms.

Mas o Exynos 2100 não ficou tão atrás. Ao combiná-los, o resultado alcançado é de 21,59 ms. O tempo registrado pela CPU e pela GPU é de 37,82 ms e de 34,43 ms.

Também houve um teste de resistência que leva a CPU e a GPU ao limite. O site observou que o modelo com Snapdragon é notavelmente mais rápido que a edição com Exynos. Além de demonstrar uma potência mais consistente no processo, o chip da Qualcomm demora mais a apresentar queda no desempenho sustentado.

O Exynos 2100, por outro lado, levou vantagem na duração de bateria. O modelo com o chip da Samsung registrou 226 minutos contra 199 minutos da edição com o processador da Qualcomm.

No experimento, o site notou que o estrangulamento do Exynos começa antes do Snapdragon. Ou seja, ainda que o desempenho seja reduzido com antecedência, o chip da Samsung passa a consumir menos energia nesse processo.

Benchmark Exynos 2100 Qualcomm Snapdragon 888
Geekbench 5 (CPU) – single core: 1.109 pontos

– multi-core: 3.620 pontos

– single core: 1.098 pontos

– multi-core: 3.363 pontos

3DMark (GPU) 7.761 pontos 7.895 pontos
AnTuTu (sistema) 644.316 pontos 701.672 pontos
Speed Test G (média de 10 execuções) – CPU: 37,82 ms

– GPU: 34,43 ms

– Misturado: 21,59 ms

– CPU: 36,23 ms

– GPU: 26,28 ms

– Misturado: 18,53 ms

Duração da bateria 226 minutos 199 minutos

Com informações: Android Authority