Nintendo Switch OLED Model é oficial e ganha data de lançamento

Nintendo Switch OLED Model sai ainda este ano e foi oficializado em detalhes pela Nintendo - aparelho traz ainda pequenas mudanças

Felipe Vinha
Por

A Nintendo finalmente anunciou o Nintendo Switch OLED Model, novo modelo do console, que vem com tela OLED de 7 polegadas, de melhor qualidade. O aparelho será lançado em 8 de outubro e nos EUA e apenas em 2022 no Brasil. Lá fora ele vai custar US$ 350, enquanto o preço para cá ainda não foi revelado. Além da tela, ele tem outras pequenas melhorias e adições que podem agradar os jogadores.

Nintendo Switch OLED Model chega ainda este ano com melhorias (Imagem: Divulgação/Nintendo)

Nintendo Switch OLED Model chega ainda este ano com melhorias (Imagem: Divulgação/Nintendo)

Uma das grandes mudanças é a inclusão de entrada para cabo de rede. Até então o Switch era capaz de se conectar com a Internet apenas via Wi-Fi, como também era costume em aparelhos mais antigos da Nintendo, aliás. Com o cabo de rede, é possível ter melhor estabilidade em partidas online.

Outra novidade é a inclusão de um “stand estendido”, para deixar o Switch em pé em uma superfície, mas com maior regulagem de ângulo. Agora ele pode ficar, por exemplo, quase deitado, mas ainda apoiado no stand.

O novo stand do Nintendo Switch (Imagem: Divulgação/Nintendo)

O novo stand do Nintendo Switch (Imagem: Divulgação/Nintendo)

Segundo a Nintendo, o áudio também foi melhorado e está mais alto e mais claro neste modelo do Nintendo Switch – o áudio sempre foi uma reclamação de usuários no passado, mas nada foi dito sobre suporte a headsets bluetooth.

O aparelho será vendido nas cores branca e preta, de acordo com o que o consumidor preferir, e terá 64GB de memória interna para salvar jogos, imagens, saves, entre outros conteúdos. Há ainda pequenas mudanças de visual, como na saída de cabos atrás da base (dock).

https://www.youtube.com/watch?v=4mHq6Y7JSmg&ab_channel=Nintendo

Tela OLED no Nintendo Switch

A tela OLED deve fazer grande diferença para quem quer um visual mais vivo, límpido e bem definido no Switch. As telas OLED não usam iluminação traseira geral para todos os seus pixels, que são acesos individualmente quando uma corrente elétrica passa por cada um deles. Ou seja, os painéis OLED tem emissão de luz própria, sem o backlight.

Os benefícios são cores mais vivas, brilho e contraste. Como cada pixel tem autonomia na emissão de luz, na hora de reproduzir a cor preta, basta simplesmente desligar a iluminação, o que garante “pretos mais pretos” e maior eficiência energética. Por dispensar painel de luz geral traseiro, telas OLED costumam ser mais finas e flexíveis.

Vários rumores correram a web sobre o modelo do Switch com tela OLED nos últimos meses. Nada foi dito, porém, se este aparelho será mais poderoso ou capaz de rodar gráficos em 4K na TV.

Com informações: Nintendo.

Felipe Vinha

Ex-autor

Felipe Vinha é jornalista com formação técnica em Informática. Já cobriu grandes eventos relacionados a jogos, como a E3, BlizzCon e finais mundiais de League of Legends. Em 2021, ganhou o Prêmio Microinfluenciadores Digitais na categoria entretenimento. Foi autor no Tecnoblog entre 2020 e 2022, escrevendo principalmente sobre games e entretenimento. Passou pelos principais veículos do ramo, e também é apresentador especializado em cultura pop.

Relacionados

Relacionados