Novo filme de Anthony Hopkins será vendido como NFT para evitar pirataria

Anthony Hopkins estrela filme "Zero Contact", que será distribuído como NFT para valorizar a produção e evitar pirataria

Bruno Ignacio
Por

O novo filme de Anthony Hopkins, vencedor do Oscar de melhor ator em 2021, será registrado em blockchain e vendido como NFT (token não fungível) para valorizar a produção e combater a pirataria. Chamado Zero Contact, o longa será disponibilizado em um novo marketplace dedicado à tokenização de obras cinematográficas, chamado Vuele.

Filme Zero Contact será distribuído como NFT (Imagem: Divulgação/ Vuele)

Filme Zero Contact será distribuído como NFT (Imagem: Divulgação/ Vuele)

Hopkins, que hoje tem 83 anos, já ganhou dois Oscars e dois Emmys. Em Zero Contact, ele interpreta um dos cinco personagens principais que descobrem uma invenção tecnológica secreta, produzida por uma gigante da tecnologia. O filme se destaca por sua produção completamente remota, gravada em 17 locais diferentes durante as primeiras ondas da pandemia de COVID-19.

Assim, os atores dependeram do uso de dispositivos amadores e do aplicativo de videochamadas Zoom para produzir o filme. O longa é da produtora independente Enderby Entertainment e o roteiro é de Cam Cannon. Zero Contact deve ser lançado na Vuele entre o final de julho e o início de agosto.

“Nada nesse filme é convencional, desde a forma como o gravamos usando Zoom, produção remota e distribuição”, disse o produtor e diretor Rick Dugdale, da Enderby, em comunicado à imprensa. A produção será vendida como um NFT em cinco levas a serem lançadas na Vuele. Cada ativo digital incluirá o arquivo de vídeo do filme e conteúdo extra que vai variar de token para token.

NFTs ajudam filmes a combater pirataria

A escolha de recorrer a essa tecnologia para a distribuição do filme se deu principalmente pelo potencial de valorização da obra ao se criar um sistema de escassez de produto enquanto é verificado e protegido em uma rede blockchain, combatendo diretamente a pirataria. Ainda não há informações sobre preços.

Trata-se de um modelo de distribuição que não foca efetivamente em impedir a reprodução pirata do filme, e sim em valorizar a obra e o arquivo original ao registrá-lo como um ativo digital.

Através do marketplace de NFTs da Vuele, usuários podem adquirir conteúdo cinematográfico com moedas digitais ou convencionais. Zero Contact parece ser o projeto de lançamento da plataforma, que ainda não anunciou novos plano e tampouco detalhou alguns aspectos técnicos, como em que blockchain seu serviço vai operar.

Com informações: Cointelegraph

Relacionados

Relacionados