Início / Notícias / Negócios /

Apple adia retorno aos escritórios devido à variante delta do coronavírus

Após planejar a retomada das atividades presenciais em setembro, Apple prorroga os seus planos em, pelo menos, um mês

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Apple pretendia voltar às atividades presenciais em setembro com um esquema de trabalho híbrido. A fabricante do iPhone, no entanto, optou por adiar o retorno aos escritórios em, pelo menos, um mês, devido à variante delta do novo coronavírus (causador da COVID-19). É o que revela a Bloomberg nesta terça-feira (20).

Loja da Apple (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Loja da Apple (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Os detalhes foram relatados por pessoas a par do assunto. À Bloomberg, elas contaram que a Apple prolongou a previsão de retorno às atividades presenciais “até outubro, no mínimo”. A mudança nos planos se deu pelo aumento no números de casos da COVID-19 (doença causada pelo novo coronavírus) impulsionados pela variante delta.

Os planos para regressar aos escritórios foram anunciados em junho. A Apple revelou um esquema de trabalho híbrido, no qual os funcionários poderiam aderir ao home office por dois dias a cada semana. Quanto aqueles que precisam realizar as atividades presencialmente, o retorno aconteceria entre quatro e cinco dias por semana.

Ainda de acordo com o site, os funcionários serão avisados sobre a retomada das atividades presenciais com um mês de antecedência.

Apple: funcionários criticam esquema de trabalho híbrido

A Apple vem sendo acusada por funcionários de reprimir o home office nas últimas semanas. Recentemente, alguns colaboradores da fabricante do iPhone até ameaçaram a pedir demissão caso a empresa não reveja o esquema de trabalho híbrido. As queixas foram compartilhadas em um canal do Slack com mais de 6.000 membros.

Mas este não é o primeiro relato de insatisfação feito pelos colaboradores. Em junho, os funcionários da companhia enviaram uma carta ao CEO da empresa, Tim Cook, pedindo para a empresa reconsiderar o modelo. A vice-presidente sênior de varejo e pessoal, Deirdre O’Brien, por outro lado, disse que a nova política seria mantida.

Com informações: BloombergThe Verge