Azul quer ser “Uber do céu” e faz acordo para comprar 220 aviões elétricos

Azul divulgou acordo de US$ 1 bilhão com Lilium para comprar aviões elétricos eVTOL que fazem decolagem e pouso vertical; confira as possíveis rotas

Lucas Braga
Por

Apesar da crise no setor aéreo por conta da pandemia de COVID-19, a Azul anunciou a intenção de comprar 220 novos aviões elétricos da alemã Lilium. Os equipamentos devem entrar na malha de aeronaves da companhia a partir de 2025, com a promessa de conectar centros econômicos, regiões metropolitanas, aeroportos e até mesmo condomínios residenciais.

Aeronave elétrica da Lilium no Rio de Janeiro

Azul anuncia acordo para comprar 220 aviões elétricos (Imagem: Divulgação/Lilium)

As novas aeronaves são do tipo eVTOL, sigla para electric vertical take-off and landing. Isso significa que os novos aviões da Lilium têm capacidade para pousar e decolar verticalmente como helicópteros, o que dispensaria a necessidade de aeroportos e pistas quilométricas como nos jatos tradicionais.

O presidente da Azul, John Rodgerson, afirmou ao Valor que a intenção é criar um novo segmento na companhia aérea com os novos eVTOL da Lilium, com voos mais curtos e conectando centros econômicos, regiões metropolitanas cidades turísticas, condomínios residenciais e aeroportos. “Pode ser o ‘Uber dos céus'”, afirmou o executivo ao jornal.

As rotas dos novos aviões elétricos da Azul

De antemão, a Azul avalia operar os novos eVTOL em rotas como Campinas-Santos, Campinas-Campos do Jordão, São Paulo-São José dos Campos e Rio de Janeiro-Búzios. Note que não há nenhuma rota mais longa, como a ponte aérea Rio-São Paulo; isso porque as aeronaves da Lilium têm autonomia para até 240 km de distância, o que restringe voos mais de maior duração.

Ao contrário de carros elétricos que demoram para recarregar, as aeronaves da Lilium conseguem completar a autonomia completa com apenas 30 minutos no solo. A Azul deverá construir infraestrutura de abastecimento em alguns helipontos e pequenos aeroportos que irão operar com eVTOL.

Os investimentos da Azul para os aviões elétricos da Lilium terão valor total de até US$ 1 bilhão. A companhia enxerga esse modelo como uma oportunidade para reforçar os compromissos de governança ambiental, uma vez que os eVTOL voam com emissão zero de carbono.