Notícias Celular

Samsung leva 4 GB de memória virtual RAM Plus a mais celulares Galaxy

Xiaomi também expande RAM de celulares com memória virtual; Samsung é agressiva ao fechar apps rodando em segundo plano no Android

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Samsung expandiu o recurso de RAM virtual para mais um celular. Nos últimos dias, a RAM Plus começou a desembarcar no Samsung Galaxy Z Fold 3 via atualização de software. Mesmo assim, ainda não se sabe se o recurso é realmente útil, dado que a marca é conhecida por ser agressiva no controle de processos em segundo plano.

Samsung Galaxy Z Fold 3 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Samsung Galaxy Z Fold 3 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A RAM Plus é uma ferramenta da Samsung que segue os passos da Xiaomi. A solução permite que o sistema pegue parte do armazenamento “emprestado” para aumentar memória RAM do dispositivo, similar ao que já acontece nos computadores há alguns anos. Assim, o celular pode contar com ainda mais 4 GB de RAM virtual.

A solução começou a aparecer no Galaxy A52s 5G em setembro. Mas agora, segundo o SamMobile neste domingo (3), a Samsung está expandindo o recurso a outros modelos, como é o caso do Galaxy Z Fold 3, lançado no Brasil no mesmo mês. A expectativa é de que a novidade chegue a mais celulares no futuro.

Outras fabricantes também oferecem a tecnologia aos seus celulares. É o caso da Xiaomi, que disponibilizou a solução para trinta smartphones em meados de agosto. O recurso ainda marca presença em telefones da Oppo e Vivo.

Samsung Galaxy Z Fold 3 recebe RAM Plus (Imagem: Reprodução/SamMobile)
Samsung Galaxy Z Fold 3 recebe RAM Plus (Imagem: Reprodução/SamMobile)

Samsung é agressiva ao fechar apps em segundo plano

Como dito anteriormente, o recurso aumenta a quantidade de memória disponível. Sendo assim, o celular dobrável da marca sul-coreana, que já possui 12 GB de RAM, conta com mais 4 GB de memória virtual. Segundo a companhia durante o lançamento do Galaxy A52s 5G no Brasil, a função promete melhorar o desempenho do celular:

“Através dela, o consumidor terá mais velocidade para rodar vários aplicativos ao mesmo tempo, por que ela aloca dinamicamente até 4 GB da memória interna virtualmente para a RAM”. Samsung Brasil

Ainda assim, não está claro se o recurso é, de fato, efetivo. Conforme observado pelo site especializado, o Android possui mecanismos para encerrar aplicativos em segundo plano para impedir o esgotamento da memória RAM. Entretanto, algumas fabricantes são ainda mais exigentes neste controle, como é o caso da própria Samsung.

É o que indica o DontKillMyAppEm fevereiro de 2021, o site que classifica as fabricantes de acordo com a sua agressividade ao encerrar apps em segundo plano revelou que a Samsung estava sendo rigorosa demais em sua interface para o Android 11. Na época, a fabricante sul-coreana alcançou a terceira posição do ranking.

Com informações: SamMobile e Samsung (Newsroom)

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Relacionados

Em destaque