Microsoft detalha limitações no Windows 11 SE para manter estudantes focados

Com foco no mercado estudantil, Windows 11 SE vai limitar a instalação de aplicativos de terceiros e terá melhorias para funcionar em notebooks de baixo custo

Murilo Tunholi
Por

O Windows 11 SE será uma versão do sistema operacional voltada para PCs de entrada usados por estudantes. Com alguns recursos a menos que a edição tradicional, o sistema vai competir com o ChromeOS dos Chromebooks, que, hoje, dominam esse mercado. Nesta sexta-feira (12), a Microsoft detalhou as limitações do Windows 11 SE, assim como a sua compatibilidade com aplicativos.

Windows 11 SE (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Windows 11 SE (Imagem: Divulgação/Microsoft)

A ideia da Microsoft é tornar o Windows 11 SE a melhor opção para estudantes que precisam usar as ferramentas da empresa, como o pacote Office, e não podem investir em um computador mais caro. O sistema vai estar disponível apenas em máquinas do mercado educacional, incluindo o novo Surface Laptop SE.

Como vantagens, por exemplo, os estudantes que usarem Windows 11 SE poderão acessar os aplicativos do Office de forma offline e terão acesso liberado ao OneDrive do pacote Microsoft 365. Esses recursos já vão estar incluídos no preço do computador, que não devem custar mais que US$ 300 (cerca de R$ 1.635 em conversão direta).

Windows 11 SE não vai deixar instalar apps de terceiros

A Microsoft ainda publicou uma tabela mostrando as capacidades do Windows 11 SE em relação ao Windows 11 tradicional e ao Windows 10. Basicamente, será possível fazer as mesmas coisas que no Windows 11 normal, menos rodar aplicativos que tirem a atenção dos estudantes.

Segundo a Microsoft, o Windows 11 SE terá suporte nativo a seis tipos de programas:

  • Aplicativos de filtragem de conteúdo;
  • Ferramentas para fazer testes;
  • Aplicativos de acessibilidade;
  • Aplicativos para comunicação em sala de aula;
  • Aplicativos essenciais de diagnóstico, gerenciamento, conectividade e suporte;
  • Navegadores.

O Windows 11 SE também não terá Microsoft Store, mas ainda será possível acessar aplicativos na versão web pelos navegadores, como Edge e Chrome. Isso significa que o sistema só limita a instalação de programas de terceiros no computador.

Por fim, a Microsoft promete algumas melhorias na performance do Windows 11 SE para que o sistema rode sem problemas ou engasgos em computadores mais simples de baixo custo.

Com informações: Windows Latest, Microsoft.