Início / Notícias / Jogos /

Youtuber oferece US$ 10 mil por mod multiplayer de Zelda: Breath of the Wild

A recompensa de US$ 10 mil será paga a quem criar um mod multiplayer funcional de Zelda: Breath of the Wild que atenda às diversas exigências do youtuber PointCrow

Por

Já pensou em ganhar dinheiro por desenvolver mods para um jogo que nem é seu? O youtuber e streamer conhecido como PointCrow está oferecendo pagar US$ 10 mil (cerca de R$ 56 mil) a qualquer pessoa que criar um modo multiplayer online funcional para The Legend of Zelda: Breath of the Wild, do Nintendo Switch.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild
Como jogar The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Imagem: Divulgação/Nintendo)

Por mais que a oferta seja tentadora, PointCrow exige que o mod tenha alguns recursos específicos para receber o prêmio. O modo multiplayer precisa: aguentar duas conectadas ao mesmo tempo, ter progresso compartilhado, poder ser ativado em qualquer lugar no mapa, usar inventário individual e ser conectado em P2P — peer-to-peer — em vez de utilizar servidores externos.

Além disso, PointCrow coloca limitações que não estão sendo bem vistas por vários usuários nas redes sociais. Por exemplo, o youtuber só vai aceitar mods totalmente gratuitos, que rodem a no mínimo 28 quadros por segundo e que sejam lançados até pelo menos dois meses antes da estreia da sequência de Zelda: Breath of the Wild — agendada para algum momento de 2022.

O mod não precisa funcionar somente no Nintendo Switch — ou seja, se o modo multiplyer rodar no emulador CEMU já está valendo. A recompensa de US$ 10 mil será transferida via PayPal somente depois que o youtuber baixar o mod, testar e comprovar que todas as exigências foram respeitadas.

Caso o desenvolvimento seja feito por um time em vez de somente uma pessoa, o dinheiro será dividido igualmente entre todos os membros da equipe.

PointCrow produz conteúdos focados em mods

PointCrow é conhecido por encomendar e jogar mods bizarros em lives na Twitch e em vídeos no seu canal no YouTube. Por exemplo, ele já testou um programa que deixa a aventura em Pokémon Emerald totalmente aleatória, em que cada porta leva o jogador para um lugar diferente.

Outro mod usado pelo youtuber, dessa vez em Zelda: Breath of the Wild, fica teleportando Link a cada cinco minutos para qualquer ponto do mapa.

Quem tiver vontade e coragem de cumprir as exigências de PointCrow pode encontrar mais informações em seu perfil no Twitter. Vale lembrar que o lançamento da sequência de Zelda: Breath of the Wild será em algum momento do ano que vem, então o prazo para entregar o mod pode acabar a qualquer hora.

Com informações: IGN.