Início / Notícias / Jogos /

Sony demite executivo da PlayStation acusado de praticar pedofilia

George Cacioppo, ex-vice-presidente de engenharia da PSN, teria tentado marcar um encontro pelo Grindr com um adolescente de 15 anos em sua casa, em San Diego, na Califórnia

Por

A Sony demitiu o então vice-presidente de engenharia da PlayStation Network, George Cacioppo, após ele aparecer em um vídeo do canal People v. Preds — conhecido por forjar situações para flagrar pedófilos. De acordo com a denúncia, Cacioppo teria tentado se encontrar com um adolescente de 15 anos em sua casa. O executivo trabalhava na Sony Interactive Entertainment desde setembro de 2013.

Vídeo mostra George Cacioppo sendo abordado ao tentar se encontrar com um garoto menor de idade (Imagem: Reprodução/YouTube People v. Preds)
Vídeo mostra George Cacioppo sendo abordado ao tentar se encontrar com um garoto menor de idade (Imagem: Reprodução/YouTube People v. Preds)

Na descrição do vídeo, o canal People v. Preds compartilhou imagens das supostas conversas entre Cacioppo e o adolescente no Grindr, um aplicativo de encontros voltado para homens. Esse garoto, na verdade, era um perfil falso comandado pelos membros do canal. Após trocar algumas mensagens e fotos, o executivo convidou o menino para sua casa, na esperança de ter relações sexuais com ele.

Enquanto esperava o garoto em sua casa, em San Diego, na Califórnia, Cacioppo foi abordado e gravado pela pessoa que se passava pelo adolescente. No vídeo publicado na última sexta-feira (3), é possível ver o executivo de 64 anos vestido com uma camiseta do PS5 abrindo a porta às 4h30 ao ser chamado por “Jeff” — suposto apelido do executivo no Grindr.

Ao perceber a câmera, Cacioppo entrou na residência e fechou a porta rapidamente, sem falar uma palavra. Logo depois, o membro do canal People v. Preds começou a bater na porta do executivo e gritar em direção ao resto da vizinhança, o acusando de pedofilia e ameaçando chamar a polícia. Ao CNET, o canal confirmou ter denunciado Cacioppo ao Gabinete do Procurador Distrital de San Diego.

O vídeo que mostra Cacioppo sendo abordado pelo People v. Preds pode ser assistido logo abaixo:

Sony demitiu Cacioppo imediatamente após ver o vídeo

Não demorou para a Sony saber do vídeo e demitir Cacioppo, que trabalhava na empresa há mais de oito anos. Em um e-mail enviado a veículos de imprensa internacionais, a empresa não entrou em detalhes sobre o caso. “Estamos cientes da situação e o funcionário em questão foi desligado”, disse o representante da Sony Interactive Entertainment.

Antes de trabalhar na Sony, Cacioppo passou por diversas empresas do setor de tecnologia, desde 1978. De acordo com seu perfil no Linkedin, o executivo já trabalhou na divisão de produtos industriais da Hazeltine, na Digital Equipment Corporation, na Adobe, na Palm Source e na Intuit.

Com informações: Eurogamer, CNET, Game Rant.