Ligações indesejadas: Brasil lidera ranking mundial de chamadas de spam

Brasil ocupa mais uma vez o topo da lista de países que são afetados por chamadas de spam; 44,1% desse tipo de ligação vêm de serviços financeiros

Janaína Dantas
Por

Relatório divulgado pela Truecaller mostra que o Brasil continua sofrendo com ligações indesejadas de spam. Há quatro anos, o país vem ocupando o 1º lugar do ranking de uma lista com 20 países. De acordo com o estudo, o brasileiro recebeu 32,9 chamadas por mês, em média.

Pessoa em ligação (Imagem: René Ranisch/Unsplash)

Para a pesquisa, a empresa analisou bilhões de chamadas de mais de 30 milhões de usuários ao redor do mundo entre janeiro e outubro de 2021. Nesse período, 37,8 bilhões de ligações foram identificadas e bloqueadas como spam. 

Olhando para o panorama mundial, a conclusão da plataforma é que a nova onda de COVID-19 em março teve forte relação com o aumento de spam no período. O que, segundo a Truecaller, deu-se devido a spammers que aproveitaram o momento para oferecer itens relacionados à doença, como medicamentos e cilindros de oxigênio.

Com uma leve queda em abril e maio, o número de ligações voltou entre junho e outubro, como podemos observar no gráfico abaixo:

Gráfico global de spam em chamadas (Imagem: Reprodução/Truecaller)

Brasil é tetra em ligações indesejadas

O resultado da pesquisa aponta para um real problema que todo brasileiro sabe bem: aquelas inúmeras ligações indesejadas ao longo do dia. Apesar de ter diminuído, em relação a 2020, o país ainda está bem longe do ideal. Para se ter uma noção, o Peru — que é o segundo colocado da lista —  ficou com uma média de 18 ligações.

Por aqui, um brasileiro recebe, em média, 32,9 chamadas de spam por mês. 

A Truecaller também conseguiu identificar de onde partem essas ligações: 44,1% vem de empresas que oferecem serviços financeiros, como bancos, operadoras de cartão de crédito e instituições de empréstimo; 39% de departamentos de vendas; e 16% são ligações com foco em dar golpe nos destinatários.

Já buscando uma forma de minimizar esse problema, a Anatel aprovou recentemente uma proposta em que todas as chamadas de telemarketing devem ter o prefixo 0303. A ideia é filtrar ligações de telemarketing ativo e dar a chance ao consumidor para que ele mesmo escolha bloquear esse tipo de chamadas.

Com informações: Truecaller

Relacionados

Relacionados