Pix Saque: Bradesco lança forma de retirada para 22 mil estabelecimentos

Banco afirma que 22 mil pontos que aceitam seu correspondente bancário para transferência podem agora imprimir um QR Code com valor a ser sacado pelo cliente

Pedro Knoth
Por

O Pix Saque foi regulamentado pelo Banco Central (BC) há pouco menos de um mês, e algumas instituições já se adiantaram para cobrir a novidade. O Bradesco anunciou na tarde desta segunda-feira (27) que 22 mil estabelecimentos que operam com o correspondente bancário da empresa vão permitir retirada de dinheiro a partir de um QR Code.

Fachada do banco Bradesco em São Paulo (Imagem: Felipe Ventura / Tecnoblog)
Fachada do banco Bradesco em São Paulo (Imagem: Felipe Ventura / Tecnoblog)

Segundo o Bradesco, os estabelecimentos cadastrados que oferecerem o Pix Saque vão imprimir uma nota com o QR Code com o valor solicitado pelo cliente. Ele pode apontar o leitor para o código, escaneá-lo e receber o dinheiro físico.

O banco afirma que cada estabelecimento que efetuar uma transação com o Pix Saque vai ganhar uma tarifa sobre a operação. De acordo com regulamento do BC, essa taxa pode variar entre R$ 0,25 e R$ 0,95. Além disso, o Bradesco afirma que todos os 22 mil pontos cadastrados podem se beneficiar de um “aumento de fluxo” com a prestação do serviço.

Pix Saque e Pix Troco permitem retirar dinheiro em lojas

O Banco Central lançou em novembro o Pix Saque com outra forma de uso do pagamento instantâneo: o Pix Troco. A lógica do Pix Troco funciona de forma parecida com a do Pix Saque, mas, em vez do cliente simplesmente exigir a retirada de dinheiro a partir do QR Code, ele pode pagar um valor extra por um item e sacar esse montante que restou. Por exemplo, se a pessoa fizer um Pix de R$ 50 para comprar um produto de R$ 25, ela recebe R$ 25 em troca.

A mudança trouxe mais otimismo com o uso do Pix por comércios. O cliente poderia sacar dinheiro dentro de uma loja, ou ainda obter mais dinheiro no Pix ao comprar um item e receber o troco. Isso significa mais potenciais consumidores ao lojista.

Gradualmente, instituições financeiras vão se adaptando aos novos modos do Pix: o Pix Saque e o Pix Troco. Na metade deste mês, as Lotéricas Caixa passaram a aceitar ambas as formas de transação, com limite de saque de R$ 500 por valor. Segundo a Febralot (Federação Brasileira de Empresas Lotéricas), a novidade chega a partir de hoje nas casas de apostas do banco federal.

Como se trata do Pix, o BC também impôs um limite noturno de R$ 100 por transação para o Pix Saque e o Pix Troco. Os lojistas podem estabelecer um limite ainda menor que esse, caso desejem. Durante o dia, é possível transferir R$ 500 por pessoa.

No caso, cada estabelecimento parceiro do Bradesco pode regulamentar o próprio horário para realizar operações de Pix Saque — o mesmo funciona para o Pix Troco.