Notícias Cultura

Blockbuster pode ressurgir das cinzas como serviço de streaming

Organização autônoma descentralizada quer vender NFTs para comprar marca Blockbuster e transformá-la em estúdio de cinema e plataforma de streaming

Giovanni Santa Rosa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Você sente saudades da Blockbuster? Quando eu era adolescente, toda sexta era dia de ir lá, alugar uma comédia de qualidade duvidosa e comprar um chocolate (a preços bem inflacionados, é verdade). A marca pode voltar à ativa em breve, no que depender de uma organização autônoma descentralizada. A ideia é comprá-la e usá-la em uma plataforma de streaming e em um estúdio de cinema.

Última Blockbuster do mundo, em Bend, Oregon (EUA)
Última Blockbuster do mundo, em Bend, Oregon (EUA) (Imagem: Wikimedia Commons/Coasterlover1994)

Organizações autônomas descentralizadas (ou DAO, na sigla em inglês) são grupos representados por regras codificadas na forma de software em uma blockchain. A DAO por trás da iniciativa é a BlockbusterDAO. Sua conta no Twitter já tem quase 10 mil seguidores, e a organização discute os próximos rumos pelo Discord.

Financiamento descentralizado, produção também

A BlockbusterDAO quer levantar US$ 5 milhões para comprar a marca, que atualmente pertence à Dish Network e é usada apenas em uma loja na cidade de Bend, no estado americano de Oregon. Para arrecadar essa quantia, ela pretende emitir NFTs. Cada um vai custar 0,13 Ether (cerca de R$ 2,7 mil, na cotação atual).

Lógico, comprar a marca Blockbuster não é tão simples quanto chegar com um DVD no caixa, pagar e levar. O plano também envolve fazer uma campanha de relações públicas para pressionar a Dish Network, além de registrar a propriedade intelectual no nome da DAO.

A ideia descentralizada vai além. A BlockbusterDAO quer usar a antiga marca de locadores em um estúdio descentralizado de filmes para streaming. Um experimento de estúdio descentralizado, ou DeFilm, foi lançado em julho e consiste em “fazer um filme com o processo de tomada de decisões acontecendo em uma blockchain”.

No Twitter, a BlockbusterDAO coloca em seus planos desenvolver uma presença no cenário de NFTs, usar os recursos para desenvolver a empresa, comprar filmes no circuito de festivais de cinema e lançar uma plataforma de streaming com a marca. Os planos vão além, e incluem também conteúdo coletivo e games na blockchain.

Com informações: Cointelegraph

Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque