Início / Notícias / Gadgets /

Primeira TV QD-OLED 4K é da Sony e traz painel mais brilhante da Samsung

Display QD-OLED criado pela Samsung vai oferecer cores mais profundas, contraste infinito e brilho maior à nova TV 4K da Sony

Por

A Sony anunciou nesta terça-feira (4) durante a CES 2022 que trará ao mercado a primeira TV com tecnologia QD-OLED do mercado. Criada pela Samsung Display, a tecnologia promete um painel mais brilhante, cores intensas e “contraste infinito”. A Bravia XR A95K virá em dois modelos de 65 polegadas ou 55 polegadas, ambos com capacidade de transmissão em 4K.

Nova TV QD-OLED 4K da Sony terá display da Samsung com mais brilho, cores mais vibrantes e contraste infinito (Imagem: Sony/ Divulgação)

A Sony fez uma grande promessa para sua linha de televisores e começou o ano com o pé direito. Ela roubou os holofotes da Samsung, que está desenvolvendo a tecnologia QD-OLED há anos. Há o rumor de que a sul-coreana talvez anuncie o novo display na CES deste ano, o que, por enquanto, não aconteceu.

Display QD-OLED mistura OLED e MicroLed

A tela QD-OLED seria um balanço perfeito entre o OLED e o MicroLed. Ela traz as melhores características de ambos os displays, como os tons de preto mais profundos e o contraste infinito — que compara os tons mais escuros e claros da imagem — dos equipamentos OLED, e o brilho mais aguçado e cores mais vivas em exibição com a luz da tela aumentada, do MicroLed.

O jeito que um display de QD-OLED funciona difere de um OLED comum. A LG Display fabrica telas OLED com tecnologia WRGB. Isso significa que a tela usa componentes de azul e amarelo do OLED para formar pixels com um tom de branco. Logo depois, um filtro entra em ação para transformar esses pixels em subpixels com tons de azul, verde e vermelho. Aparelhos mais recentes dessa linha têm um quarto filtro branco para aumentar o brilho das telas.

Mas o QD-OLED é mais eficiente e pula a etapa de filtro branco do OLED. Na verdade, o display emite luz azul em partículas quânticas, que transforma a parte azul em verde e vermelha. Isso leva a uma economia de energia, já que não há perda de luz nos filtros do aparelho.

E, mesmo quando levado ao nível mais alto de luminosidade, o display QD-OLED mantém a reprodução de partículas de cores, ao contrário da tela OLED, que pode apresentar tons de cor dessaturados com o brilho no máximo.

A Sony afirma que o display QD-OLED “aumenta o brilho das cores em até 200% quando comparada com outras TVs convencionais”. Ao mesmo tempo, a possibilidade de burn-in dos televisores com a nova tecnologia não foi descartada, mas é seguro assumir que o risco seria menor, já que há menos energia sendo empenhada na transformação das partículas de cor.

TV Bravia A95K tem taxa de atualização ajustável

Nova TV da Sony virá com taxa de atualização ajustável e gerenciamento de cabos embutido (Imagem: Sony/ Divulgação)

Além do primeiro painel de QD-OLED do mundo, a Bravia XR A95K vem com uma moldura com dois modos: um “frontal”, que pode ser usado para deixar a tela na frente do stand, e outro “traseiro”, ideal para um ângulo em que o equipamento fica contra a parede. Na parte de trás, o dispositivo tem gerenciamento de cabos embutido.

Dentro da A95K, quatro portas HDMI compõem a compatibilidade do equipamento — duas delas têm propriedades do HDMI 2.1.

Para os gamers, a nova TV pode rodar jogos em 4K e com baixa latência. Ela também pode mapear automaticamente as cores em HDR quando ligada a um PS5. Usuários poderão escolher a taxa de atualização do aparelho em até 120 Hz — isso indica que o console da Sony pode receber uma atualização no futuro com o mesmo recurso. O Google TV será o sistema operacional da Bravia A95K.

A Sony continua a fazer uma verdadeira salada de frutas com os nomes dos recursos. A nova TV QD-OLED terá o XR OLED Contrast Pro e o XR Triluminos Max, tecnologias para aumentar o brilho e contraste de cor, e o Acoustic Audio Surface Plus. Os equipamentos da fabricante são conhecidos por sua excelência em som e imagem, e isso não deve variar com a A95K.

Por fim, a Sony também anunciou uma nova linha de televisores MicroLed, mesmo que ela tenha sido ofuscada pelo anúncio do QD-OLED. Os preços dos aparelhos por enquanto é um mistério, e a empresa deve revelá-los nos próximos meses.

Com informações: The Verge