Início / Notícias / Antivírus e Segurança /

Celulares Android 12 poderão desligar rede 2G para evitar espionagem

Ao permitir que redes 2G sejam desativadas, Android 12 evita que celular seja interceptado por stingrays (aparelhos que simulam redes 2G)

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Apesar de ter sido lançado em outubro de 2021, alguns recursos do Android 12 só foram descobertos recentemente. Um deles é uma função que permite ao usuário desativar conexões 2G. Soa como uma mudança pouco ou nada útil, mas a verdade é que esse recurso pode ser uma importante ferramenta de privacidade e segurança.

Antena de celular (imagem ilustrativa: Lucas Braga/Tecnoblog)
Antena de celular (imagem ilustrativa: Lucas Braga/Tecnoblog)

O perigo das stingrays (falsas redes 2G)

As redes 2G surgiram no começo dos anos 1990 e, como é comum em tecnologias antigas, tem limitações em relação aos padrões atuais que se traduzem em vulnerabilidades importantes. Uma delas é a ausência de autenticação entre a torre e o aparelho do usuário. Outra é o uso de um mecanismo de criptografia fraco nessa comunicação.

Essas deficiências dão espaço para os stingrays, que nada mais são do que dispositivos que se passam por redes de telefonia celular.

Essa não é uma ideia nova. As falsas redes stingrays, por assim dizer, existem há anos e são usadas inclusive de modo legal por autoridades de alguns países — é o caso do FBI, nos Estados Unidos.

Esse tipo de aparelho ganhou alguma notoriedade em 2013, quando veio à tona a notícia de que uma empresa de nome Harris, que fornecia tecnologia de espionagem ao governo americano pelo menos desde 2004, era responsável por um interceptador de dados de celulares chamado Stingray.

Na verdade, dispositivos do tipo são formalmente conhecidos como IMSI-catcher (Identificador Internacional de Assinantes de Telefonia Móvel, na sigla em inglês), mas “stingray” acabou “pegando” como uma denominação genérica para eles.

Um stingray pode fazer celulares próximos se conectarem a ele, mesmo quando esses dispositivos estiverem acessando uma rede 3G ou 4G. A partir daí, dados do usuário podem ser interceptados.

Não é por acaso que a Electronic Frontier Foundation (EFF), organização que divulgou a mudança no Android 12, celebrou a novidade. Ao desativar redes 2G no celular, aparelhos stingray não conseguirão interceptá-lo (a não ser por meio de outro método).

Como desativar o 2G no Android 12?

Para quem tem um smartphone com Android 12, o 2G pode ser desativado nas configurações de rede e internet do sistema operacional (Configurações / Rede e Internet / SIMs / Permitir 2G, mas esse caminho pode ser ligeiramente diferente, dependendo do aparelho).

Desativando 2G no Android 12 (imagem: XDA Developers)

Mas, como o jornalista Mishaal Rahman aponta no Twitter, a funcionalidade requer que o celular conte com a versão 1.6 do Radio HAL, recurso que tem mais chances de estar presentes em aparelhos recentes. Além disso, alguns fabricantes podem simplesmente optar por não disponibilizar esse recurso.

A EFF aponta, porém, que alguns modelos Google Pixel e Samsung migrados do Android 11 para o 12 já permitem a desativação do 2G, ainda que sem especificar quais — no caso da marca coreana, o recurso pode aparecer até em determinados dispositivos com Android 11.

É pouco provável que desativar o 2G cause algum tipo de prejuízo para a sua conectividade. Redes do tipo ainda são úteis em lugares muito afastados, para chamadas de emergência, por exemplo. Em regiões cobertas por 3G ou 4G, é óbvio que essas redes dão conta do recado.

Se redes 2G são inseguras, não seria o caso de desativá-las? Isso deve acontecer em algum momento, mas, por ora, desligar redes 2G não é tão simples, pois o Brasil (e outros países) ainda depende desse tipo de tecnologia em muitas localidades.

Com informações: XDA Developers, BleepingComputer.