Início / Notícias / Finanças /

Cocriador da criptomoeda ETH sugere gravidez em útero sintético

No Twitter, Vitalik Buterin sugeriu que a desigualdade salarial entre homens e mulheres poderia ser resolvida por "úteros sintéticos"

Bruno Ignacio

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Vitalik Buterin, cofundador e inventor da rede Ethereum e da criptomoeda ether (ETH), já se tornou conhecido por algumas ideias um tanto quanto ousadas. Mais recentemente, o jovem de 27 anos gerou polêmica no Twitter ao sugerir que a desigualdade salarial entre homens e mulheres no mundo todo poderia ser resolvida por “úteros sintéticos” para reduzir o “fardo da gravidez”.

Vitalik Buterin, cofundador do ether e da rede Ethereum (Imagem: TechCrunch/ Flickr)
Vitalik Buterin, cofundador do ether e da rede Ethereum (Imagem: TechCrunch/ Flickr)

“As disparidades no sucesso econômico entre homens e mulheres são muito maiores quando o casamento e filhos entram em cena. Os úteros sintéticos removeriam o alto fardo da gravidez, reduzindo significativamente a desigualdade”, disse Buterin em um tweet que conta com quase três mil comentários.

Claro, o Twitter não perdoa e ele rapidamente chamou a fúria de feministas. No entanto, também recebeu apoio de outros usuários do mercado de tecnologia. Mas, acima de tudo, o post rendeu muitas piadas, sátiras e outros comentários cômicos.

Ideia de Buterin não resolveria o problema social

O principal argumento destacado por feministas na rede social é que a gestação biológica não é a principal barreira para a igualdade salarial entre homens e mulheres. Dito isso, fala de Buterin teria sido equivocada e problemática nesse sentido.

Outros argumentos indicaram que a situação econômica, os altos custos de criação de filhos, o machismo generalizado e pouco apoio governamental contribuem muito mais para esse problema social do que efetivamente a gestação.

Também tiveram pessoas que destacaram aspectos positivos da gravidez e não viram sentido na ideia de um útero sintético para a gestação. Muitos usuários também consideraram o cofundador do ether como alguém “desconectado da realidade”.

Mesmo assim, Buterin recebeu também apoio, tanto de homens quanto de mulheres do setor de tecnologia. Alguns acreditam que um sistema de gestação sintético seria mais um passo para a evolução da sociedade.

Piadas, ironias e sátiras

No entanto, a cereja do bolo está no humor. “Acho que seus implantes cerebrais sintéticos deram erro”, apontou uma usuária. Outro comentário fez uma sátira ao tweet de Buterin: “Além disso, os homens gastam 90% do tempo tentando encontrar maneiras de conseguir sexo. A castração e o congelamento de esperma removeriam a alta carga da obsessão sexual”.

Buterin foi até mesmo comparado a um robô: “É exatamente assim que um diálogo entre robôs soaria”, disse um usuário. Outro comentário foi ainda mais longe: “Isso (útero sintético) criaria um laço maravilhoso entre a criança e sintéticos”.

A solução ousada de Buterin, na realidade, surgiu durante uma discussão iniciada pelo maior charlatão da tecnologia, o autodenominado “anarquista utópico”, Elon Musk. O CEO da Tesla havia expressado na rede social sua preocupação com o colapso populacional no futuro, diante da queda das taxas de natalidade.