Novo Outlook para Windows 11 foi adiado pela Microsoft, mas está chegando

Microsoft pretende lançar uma atualização do Outlook que unifica as experiências da versão web e dos apps para Windows e Mac

Bruno Gall De Blasi
Por

Microsoft está preparando grandes mudanças ao Outlook. Depois do vazamento no ano passado, a companhia deve dar sequência ao projeto conhecido como Monarch para unificar a experiência entre a versão web e os apps para Windows e Mac. A expectativa é de que a novidade comece a ser liberada aos usuários em breve.

Novo Outlook deu as caras pela primeira vez no começo de 2021 (Imagem: Reprodução/Microsoft)
Novo Outlook deu as caras pela primeira vez no começo de 2021 (Imagem: Reprodução/Microsoft)

Os primeiros rastros da mudança apareceram no ano passado. Em junho, pistas sobre o novo cliente de e-mail vieram a público em uma imagem vazada, revelando até alguns elementos do Windows 11, como as janelas com os cantos arredondados. Na época, a mudança foi relacionada a uma iniciativa conhecida como Project Monarch.

O vazamento ainda relatou que a novidade também identificada como “One Outlook” teria como base a versão web da plataforma. Além disso, a atualização seria levada a todos os formatos de desktop, incluindo o Outlook Win32 e o Outlook para macOS, a fim de oferecer uma experiência única. A Microsoft também tende a aposentar os apps de e-mail e calendário do Windows 10 para dar prioridade à nova versão do cliente.

Novo Outlook apareceu em imagem vazada com mudanças no visual (Imagem: Reprodução/Microsoft)
Novo Outlook apareceu em imagem vazada com mudanças no visual (Imagem: Reprodução/Microsoft)

Novo Outlook deve ser revelado ao público em breve

Os novos detalhes sobre o projeto foram revelados nesta segunda-feira (24). De acordo com o ZDNet, a Microsoft pretendia liberar o novo Outlook em 2021. Mas a mudança foi adiada e deve começar a ser disponibilizada aos participantes dos canais Dev e Beta do programa Windows Insiders entre março e abril de 2022. Depois, em julho ou agosto, é esperado que o update chegue aos usuários do Slow Channel.

O site também retratou sobre os planos de substituir os apps nativos de e-mail e calendário do Windows. A publicação informa que a estratégia permanece. A Microsoft, porém, tende a implementá-lo gradualmente ao liberar uma atualização para o Windows 10 e 11 oferecendo o novo Outlook como uma opção junto aos clientes nativos. O update deve ser disponibilizado por volta de outubro.

Apesar de ser baseada na versão web, a plataforma tende a manter algumas integrações com os seus respectivos sistemas operacionais. É o caso do armazenamento off-line, o que permitirá usá-lo mesmo sem conexão com a internet. O aplicativo para computadores ainda pode ter notificações e outras funções.

Com informações: ZDNet e Windows Central

Relacionados

Relacionados