Início / Notícias / Finanças /

Pix ultrapassa 54 milhões de transações em um dia e bate recorde

Pix supera 51 milhões de transferências de 20 de dezembro de 2021, mas volume financeiro em um dia não é o maior registrado

Giovanni Santa Rosa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Com números cada vez maiores, o Pix é um sucesso enorme. Na última sexta-feira (4), o formato de transferência bateu novo recorde: foram mais de 54 milhões de transações na data, cerca de 2,5 milhões a mais que a maior quantidade registrada anteriormente. Mesmo assim, não foi a maior quantidade de dinheiro transferida em um dia pela plataforma.

Pagamento via Pix (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Pagamento via Pix (Imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

De acordo com dados do Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) do Banco Central (BC), foram feitas 54.568.607 transações no dia 4 de fevereiro de 2022. O recorde anterior era de 51.946.935, em 20 de dezembro de 2021.

Muitos Pix foram enviados, mas isso não foi suficiente para transformar a data na maior quantia de dinheiro movimentada pela plataforma. Em 4 de fevereiro de 2022, R$ 31,9 bilhões foram transferidos no total. O recorde permanece sendo de 20 de dezembro de 2021, com R$ 36,8 bilhões transferidos.

O recorde foi batido perto do dia 5, quando muitas empresas pagam seus funcionários. Como caiu em um sábado, é compreensível que essas transferências tenham sido feitas no dia útil anterior. Essa parece ser uma tendência dos recordes: o anterior era também de 20 de dezembro, data em que geralmente se paga o 13º salário.

Número de chaves se aproxima de 400 milhões

Outro número que mostra o crescimento na adesão ao Pix é o de chaves cadastradas. Em janeiro, eram 395.202.882, cerca de 15 milhões a mais que em dezembro de 2021. O BC faz a divulgação mensalmente.

Pix (imagem ilustrativa: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Pix (imagem ilustrativa: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

A maior quantidade dessas chaves segue sendo do tipo aleatório, com mais de 145 milhões. Faz sentido, já que todo usuário pode ter várias desse tipo. Em seguida, vêm CPF (99 milhões), celular (85 milhões) e e-mail (57 milhões).

Pix internacional e Pix offline podem estar a caminho

Já bastante usado para pagamentos e transferências, o Pix deve ficar mais versátil em 2022. O BC confirmou que existem estudos para que as transações possam ser feitas sem conexão com a internet, com o uso de QR Codes. Outra novidade deve ser o envio de dinheiro para o exterior pela plataforma.