Vivo lucra R$ 6,2 bilhões em um ano graças à internet fibra e pós-pago

Telefônica Brasil divulga resultados financeiros de 2021; Vivo cresce 6,9% no móvel e rede da Vivo Fibra alcança 19 milhões de casas

Lucas Braga
Por

A Telefônica Brasil divulgou os resultados financeiros do quatro trimestre de 2021. A responsável pela Vivo encerrou o ano com lucro líquido de R$ 6,22 bilhões, alta de 30,6% no comparativo com 2020. A operadora comemora a marca de 99 milhões de clientes, além do aumento na receita de serviços prestados com fibra óptica.

Loja da Vivo
Loja da Vivo (Imagem: Lucas Braga / Tecnoblog)

Vivo – Resultados financeiros de 2021

Confira os principais indicadores financeiros da VIvo em 2021 e o comparativo com o ano anterior:

Indicador20212020Diferença
Receita operacional líquidaR$ 44,03 bilhõesR$ 43,12 bilhões+2,1%
Lucro líquidoR$ 6,22 bilhõesR$ 4,77 bilhões+30,6%
Capex (investimentos)R$ 8,68 bilhõesR$ 7,78 bilhões+11,5%
Número de clientes (total de acessos)98,7 milhões95,05 milhões+3,9%

Isolando apenas o último trimestre de 2021, a Vivo teve uma alta de 103,2% no lucro líquido, ainda que a receita operacional tenha crescido apenas 2,8% no período.

Vivo Pós responde por 81% da receita móvel

O serviço de telefonia móvel é o carro-chefe da Vivo. Em 2021, o segmento foi responsável por gerar R$ 29,3 bilhões em receita para a operadora, alta de 3,4% em comparação com o ano anterior.

A Vivo encerrou o ano com 83,9 milhões de linhas móveis, salto de 6,9% em comparação com o período anterior. O serviço pós-pago responde por 59,1% da base total da operadora. Essa categoria de contrato costuma gerar mais receita que no pré-pago, uma vez o preço mensal dos planos é maior e há melhor garantia de recorrência.

O pré-pago também cresceu em 2021, com aumento de 1,9% na base de clientes. No entanto, a discrepância de faturamento é muito significativa, visto que o segmento foi responsável por apenas 19% da receita líquida móvel.

A Vivo ainda revela que 83% das linhas pré-pagas utilizam planos Vivo Turbo, que geram maior recorrência na recarga. Ao mesmo tempo, a operadora incentiva a migração do pré-pago para o controle (e do controle para o pós-pago puro).

Vale lembrar que o número de clientes deve mudar muito ao longo dos próximos 18 meses. Em conjunto com Claro e TIM, a Vivo comprou parte da Oi Móvel e receberá 10,5 milhões de linhas de 11 DDDs.

Cobertura móvel da Vivo em 2021

A Vivo encerrou o ano de 2021 com cobertura 4G em 4.286 municípios, 3G em 4.879 cidades e 2G em 3.892 localidades.

Vivo Fibra chegou a 3,9 milhões de novas casas

A Vivo terminou o ano de 2021 com receita de serviços fixos de R$ 14,7 bilhões, queda de 0,3%. O resultado negativo é justificado pela queda no faturamento com serviços antigos, como telefonia fixa por cobre ou banda larga com tecnologia DSL.

Vivo Fibra (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)
Vivo Fibra (Imagem: Lucas Braga/Tecnoblog)

Considerando apenas as tecnologias mais recentes, a Vivo teve receita de R$ 9,94 bilhões, alta de 15,5%. Essa cifra ainda inclui os acessos xDSL da antiga GVT; ao discriminar apenas a fibra óptica que chega na casa do cliente (FTTH), houve um salto de 43,3%.

Falando no número de acessos, a Vivo encerrou o ano de 2021 com 14,83 milhões de contratos. A queda de 10,2% é novamente justificada pelas desconexões de serviços com tecnologias antigas. Considerando apenas a tecnologia FTTH, houve crescimento de 36,4%.

Cobertura da Vivo Fibra em 2021

No final de 2021, a rede da Vivo Fibra alcançava 19,6 milhões de casas (home passed) de 327 cidades. Durante o ano, a operadora adicionou cobertura para 3,9 milhões de endereços e chegou a 61 novas cidades. O objetivo da operadora é alcançar 29 milhões de domicílios até o final de 2024.

No momento, a rede FTTH da Vivo é a mais extensa do Brasil em número de domicílios:

  • A V.tal, que atende a Oi Fibra, encerrou o ano de 2021 com serviço apto para contratação em 15 milhões de endereços de 214 cidades.
  • A líder no mercado de banda larga, Claro, tem disponibilidade da tecnologia FTTH para 3,2 milhões de lares. A maior parte dos acessos da tele são feitos pela rede de cabos coaxiais, que alcança 32,5 milhões de casas.
  • A TIM também possui serviço de internet fixa, mas sua presença é muito tímida em comparação com as demais. A operadora italiana reportou disponibilidade do serviço TIM Live Ultrafibra para 4 milhões de casas no terceiro trimestre de 2021.

Relacionados

Relacionados