Mac Studio é um desktop com CPU de até 20 núcleos e 128 GB de memória

Mac Studio lembra o Mac Mini, mas é (muito) mais potente, graças a processadores M1 Max e M1 Ultra; desempenho de ponta deve atrair profissionais

Giovanni Santa Rosa
Por

O evento da Apple desta terça-feira trouxe mais do que iPads e iPhones. A empresa também apresentou um novo computador de mesa, o Mac Studio. Ele tem mais poder de processamento e desempenho do que um Mac Mini graças aos chips M1 Max e M1 Ultra — este último, também anunciado hoje. A promessa é que ele será capaz de rivalizar e até superar o Mac Pro. Você também pode acompanhar os destaques em nossos web stories.

Interior do Mac Studio
Interior do Mac Studio (Imagem: Reprodução/Apple)

O Mac Studio parece um Mac Mini mais alto. Ele é uma caixinha com a mesma largura e o mesmo comprimento do irmão menor, mas com 9,3 cm de altura em vez de 3,5 cm.

O aparelho também tem saídas de ventilação mais aparentes — a Apple fala em 4 mil perfurações na traseira e na parte de baixo da carcaça.

O espaço extra também serve para mais portas. O Mac Studio tem duas USB-A, uma HDMI, uma Ethernet de 10 Gb, uma saída de áudio profissional e quatro Thunderbolt 4 na parte de trás. Na frente, há ainda duas USB-C ou Thunderbolt 4, além de um leitor de cartões SDXC.

Dimensões do Mac Studio
Dimensões do Mac Studio (Imagem: Reprodução/Apple)

Ainda falando em conectividade, o novo desktop conta com Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.0. E ele se liga a muitos monitores. Muitos mesmo: dá para plugar até quatro Pro Display XDR e uma TV 4K ao mesmo tempo.

Mac Studio tem desempenho para profissionais

Tamanho maior, desempenho melhor? Essa parece ser a ideia da Apple. O Mac Studio tem opções de até 128 GB de memória unificada. O armazenamento também é grande, com até 8 TB de SSD e velocidade de 7,4 GB/s.

Ele tem opções com o M1 Max, conhecido do mais recente MacBook Pro, e o M1 Ultra, apresentado nesta terça pela Apple.

O M1 Ultra, aliás, é um capítulo à parte. Anunciado pela empresa como o processador para computadores pessoais mais potente do mundo, ele conta com CPU de 20 núcleos e GPU de 64 núcleos.

Resumo das especificações do Mac Studio
Resumo das especificações do Mac Studio (Imagem: Reprodução/Apple)

Todo esse poder de fogo se traduz nos 18 streams simultâneos de vídeo 8K ProRes, o que deve atrair profissionais da indústria criativa.

As comparações divulgadas pela Apple também impressionam. A empresa diz que o Mac Studio com M1 Max chega a ser 3,7 vezes mais rápido que o Mac Pro de 16 núcleos ao transcodificar vídeo.

Já o Mac Studio com M1 promete bater até mesmo o Mac Pro de 28 núcleos, com desempenho de CPU 60% mais rápido e transcodificação de vídeo 5,6 vezes mais veloz.

Preço e disponibilidade

“E quanto fica essa brincadeira?”, você deve estar se perguntando. Fica cara, obviamente.

O Mac Studio com M1 Max sai a partir de US$ 1.999, enquanto a versão com M1 Ultra começa em US$ 3.999.

No Brasil, os preços são bem mais altos:

  • Mac Studio com M1 Max: a partir de R$ 22.999;
  • Mac Studio com M1 Ultra: a partir de R$ 46.999;

Os novos computadores ainda não têm previsão de lançamento por aqui.

Texto em desenvolvimento.

Relacionados

Relacionados