Início / Notícias / Brasil /

Após acidente de ex-BBB, 99 permite cancelar viagem de passageiro sem cinto

99 fará ações educativas para reforçar obrigatoriedade do cinto, e passageiro que desrespeitar regras poderá ser bloqueado no app

Giovanni Santa Rosa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O acidente envolvendo o ex-BBB Rodrigo Mussi acendeu um alerta sobre o uso do cinto de segurança no banco traseiro. Ele não estava com o equipamento quando o carro em que viajava colidiu com um caminhão. A corrida era feita pela 99. Agora, a empresa anunciou medidas de segurança para evitar novos episódios do tipo.

Aplicativo da 99 em tela de smartphone
App da 99 (Imagem: Divulgação/99)

A 99 criou regras sobre o uso de cinto. A plataforma agora permitirá que o motorista cancele a corrida caso o passageiro não esteja usando o equipamento de segurança, sem que ele sofra penalidades por este cancelamento.

Kaique Reis, o motorista que levava o ex-BBB, diz ter solicitado ao passageiro que colocasse o cinto. Ele admite que pode ter cochilado ao volante antes do acidente — o carro se chocou com a traseira de um caminhão.

Vale lembrar que a responsabilidade legal da utilização do cinto de segurança é do condutor do veículo. Quando os passageiros não cumprem a regra, o motorista é multado.

A 99 reforça que o equipamento é obrigatório também no banco traseiro, mesmo em viagens curtas.

Passageiro sem cinto poderá ser bloqueado pela 99

Passageiros e motoristas também poderão reportar no aplicativo se alguém estiver sem o equipamento. Quem não cumprir a regra receberá alertas educativos e poderá ser bloqueado na plataforma.

A empresa diz que também fará ações educativas para passageiros e motoristas. Entre as medidas, estão banners e avisos no aplicativo. Futuramente, haverá também alertas de voz para lembrar os passageiros.

Com informações: Exame, G1.