Xiaomi atualiza lista de celulares Mi e Redmi que não terão mais updates

Xiaomi encerrou o suporte de mais dois celulares; Mi 9 SE deixa de receber atualizações para corrigir bugs e falhas de segurança

Bruno Gall De Blasi
Por

Xiaomi oferece atualizações de segurança periodicamente, assim como outras fabricantes. Mas alguns celulares saíram desse ciclo depois que a marca chinesa renovou a lista de modelos que não vão receber mais updates no futuro. Entre eles, está o Xiaomi Mi 9 SE, smartphone lançado no Brasil em 2019 com câmera tripla.

Lista de celulares Mi, Redmi e Poco que não vão mais receber updates é atualizada pela Xiaomi (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
Lista de celulares Mi, Redmi e Poco que não vão mais receber updates é atualizada pela Xiaomi (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

A mudança é destinada a uma relação disponível no site da própria fabricante. De acordo com a página de suporte, os celulares Xiaomi, Redmi e Poco recebem atualizações de segurança por, pelo menos, dois anos “após o primeiro lançamento” do dispositivo. Mas todo suporte chega ao fim em algum momento.

E é justamente para isto que serve a lista. Através dela, os consumidores podem saber se o seu celular deixou de receber correções de segurança, falhas e afins. A fabricante ainda ressalta que não pode “mais responder aos relatórios de vulnerabilidade de segurança” para os modelos citados na relação.

Mi 9 SE foi lançado no Brasil com Android 9 por R$ 3.299 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Mi 9 SE foi lançado no Brasil com Android 9 por R$ 3.299 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Mi 9 SE deixa de receber atualizações da Xiaomi

Dois modelos passaram a fazer parte da relação recentemente. Trata-se do Mi 9 SE, um celular que foi revelado ao público com Android 9 (MIUI 10) e recebeu o Android 11 nos últimos meses. Em 2019, a DL Eletrônicos até chegou a lançar o smartphone no Brasil com preços sugeridos a partir de R$ 3.299.

Mi Play também foi levado para o grupo de dispositivos com o suporte encerrado desde o fim de março. O celular foi anunciado com Android 8 e MIUI 10. Mas, bastante tempo após a sua estreia, a Xiaomi liberou a atualização para a MIUI 11.

Ao todo, lista de fim de suporte (EOS, em inglês) reúne 70 modelos. Entre eles, estão smartphones que marcaram história, como o Redmi 2, que até chegou a ser vendido no BrasilConfira a relação atualizada em 29 de março de 2022 a seguir:

LinhaModelos
Xiaomi (Mi)– Mi 1, Mi 2, Mi 2A, Mi 3, Mi 4, Mi 4S, Mi 4c, Mi 5, Mi 5s, Mi 5s Plus, Mi 5c, Mi 5X, Mi 6, Mi 6X, Mi 8 Lite, Mi 8 Explorer Edition, Mi 8 UD, Mi 8 SE e Mi 9 SE;
– Mi A1, Mi A2 e Mi A2 Lite;
– Mi Note, Mi Note 2, Mi Note 3 e Mi Note Pro;
– Mix, Mix 2, Mix 2S, Mi Mix 2S, Mix 3 e Mi Mix 3;
– Mi Max, Mi Max 2 e Mi Max 3;
– Mi Pad, Mi Pad 2, Mi Pad 3, Mi Pad 4 e Mi Pad 4 Plus;
– Mi Play (Lotus).
Redmi– Redmi 1, Redmi 1S, Redmi 2, Redmi 2A, Redmi 3, Redmi 3S, Redmi 3X, Redmi 4, Redmi 4X, Redmi 4A, Redmi 5, Redmi 5 Plus, Redmi 5A, Redmi 6, Redmi 6 Pro, Redmi Note 6 Pro e Redmi 6A;
– Redmi Note 1, Redmi Note 1S, Redmi Note 2, Redmi Note 2 Pro, Redmi Note 3, Redmi Note 4, Redmi Note 4X, Redmi Note 5, Redmi Note 5A;
– Redmi Pro;
– Redmi S2 e Redmi Y2.

A relação ainda não cita nenhum modelo com o selo Poco.

Com informações: Xiaomiui e Xiaomi (Suporte)

Relacionados

Relacionados