Netflix cancela mais produções que o normal em meio a queda de assinantes

Séries como Arquivo 81, O Clube das Babás e Bone foram oficialmente canceladas; estúdio de animação da empresa foi um dos principais afetados

Paula Alves
Por

Os negócios parecem não ir muito bem para a Neftlix. Depois de ter registrado sua primeira queda de assinantes em 10 anos, a gigante do streaming enfrenta agora uma onda de cancelamentos, que afeta tanto títulos que nem chegaram a sair do papel quanto produções já consolidadas do catálogo. Na esteira de cortes, a Netflix Animation ganha destaque, após diversos funcionários terem sido demitidos.

Escritório da Netflix em Amsterdã (Imagem: Divulgação/Netflix)
Escritório da Netflix em Amsterdã (Imagem: Divulgação/Netflix)

Por anos na liderança dos streamings, a Netflix se tornou bastante conhecida pela quantidade de produções que sempre lançou mensalmente em seu catálogo. O que, invariavelmente, resultava também em alguns cancelamentos ao longo do caminho. Recentemente, porém, os números de séries cortadas do serviço têm chamado mais atenção do que o normal, especialmente porque algumas das produções parecem ter um público consolidado, além da boa receptividade da crítica.

Além das séries Grace and Frankie, Ozark e Locke & Key que serão encerradas ainda esse ano, os títulos À Beira do Caos, Arquivo 81, Gentefied, Cozinhando com Paris Hilton, Outra Vida e O Clube das Babás foram oficialmente cancelados do catálogo da plataforma só neste primeiro trimestre de 2022.

A notícia sobre O Clube das Babás, inclusive, foi recebida com bastante espanto pelo mercado, já que, em 2021, o show era apontado pela crítica como uma das 10 melhores séries originais da Netflix.

YouTube video

Além desses títulos, de acordo com Lucas Shaw, jornalista da Bloomberg, o filme Bright 2, estrelado por Will Smith, também entrou na lista de cortes da plataforma, mesmo depois de suas gravações já terem iniciado — algo que, segundo o profissional, ocorreu por outros motivos e não pelo incidente no Oscar desse ano.

E, já oficializado pela plataforma, Bone, a esperada animação anunciada em 2019, que seria uma adaptação dos quadrinhos de mesmo nome, também não passou ilesa à esteira de cancelamentos.

10 filmes policiais para ver na Netflix / Netflix / Divulgação
Bright (Imagem: Divulgação / Netflix)

No caso de Bone, especialmente, a notícia parece estar ligada a um problema ainda maior enfrentado por todo o Netflix Animation, estúdio de animação que é um subsidiário da Netflix.

Segundo informações divulgadas pelo site americano The Wrap, o Netflix Animation iniciou recentemente um processo de reestruturação, especialmente na sua divisão Kids & Family.

Após diversos de seus funcionários terem sido demitidos, incluindo Phil Rynda — um dos maiores nomes do departamento e diretor de liderança criativa e desenvolvimento de animações originais da plataforma —, criadores da empresa contaram ao site que não apenas Bone, mas diversos projetos de alto nível do estúdio foram cancelados sem nenhuma cerimônia.

Netflix
Netflix (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A onda de cancelamentos da Netflix

A Netflix nunca escondeu que empregava um modelo de “cost-plus” em sua plataforma e que os dados de audiência versus seu custo de produção eram ingredientes essenciais para estabelecer a longevidade de um show.

Aqui no Tecnoblog, inclusive, já discorremos sobre uma combinação de fatores que profissionais de dentro da própria empresa e observadores da indústria apontam como essenciais para que uma série continue ou não no catálogo do streaming, como a presença do público, a recepção positiva da crítica e a velocidade com que um título se torna popular entre os assinantes.

Atualmente, no entanto, esses fatores também se juntaram as recentes notícias sabidas da Netflix, como a sua perda de 200 mil assinantes no primeiro trimestre do ano e a previsão de que 2 milhões de assinantes deixarão a plataforma ainda no 2º trimestre.

Dados que, somados aos algoritmos que nem sempre refletem o carinho do público por uma série, ainda têm tudo para influenciar no destino de muitas produções do serviço.

Com informações: Tom’s Guide e The Wrap

Relacionados

Relacionados