Início / Notícias / Celular /

Xiaomi Mi 9 é modificado para virar celular gamer e ganha ventoinha

Com Snapdragon 855, Xiaomi Mi 9 ganha ventoinha, melhoria no desempenho e mais bateria ao ser modificado em vídeo no YouTube

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Xiaomi Mi 9 marcou a sua estreia há cerca de três anos com Snapdragon 855. Mas o que fazer com o smartphone da Xiaomi caso esteja jogado na gaveta nos dias atuais? Bem, existe a possibilidade transformá-lo em um celular gamer, como mostra um vídeo publicado pelo canal Geekerwan nesta segunda-feira (25).

Mi 9 ganha ventoinha, mais bateria e melhoria no desempenho ao ser modificado para virar celular gamer (Imagem: Reprodução/YouTube)
Mi 9 ganha ventoinha, mais bateria e melhoria no desempenho ao ser modificado para virar celular gamer (Imagem: Reprodução/YouTube)

O projeto partiu de uma unidade do Mi 9 apelidada como Mi 90 Pro. No vídeo do YouTube, o apresentador disse que optou pelo celular de 2019 devido ao processador Snapdragon 855. O custo também pesou na decisão, pois foi preciso de apenas 700 iuanes (cerca de R$ 525 em conversão direta) para comprá-lo na China.

Com o celular em mãos, deu-se início às alterações. A primeira peça a ser incrementada foi a bateria de 3.300 mAh, que recebeu mais duas células com a mesma capacidade, totalizando 9.900 mAh. Depois, via software, foi feito um overclock para que o celular usasse toda a potência do Snapdragon 855.

Até a tela recebeu um overclock ao elevar a taxa de atualização de 60 Hz para 75 Hz. O problema é que tudo isso deixa o celular mais quente. Mas algumas soluções foram implementadas, como a remoção do módulo de câmera para melhorar o fluxo de ar. Depois, o telefone ganhou uma ventoinha sobre a placa-mãe para dissipar o calor.

Após modificação, Mi 9 ganha nova capa adaptada para os novos componentes (Imagem: Reprodução/YouTube)
Após modificação, Mi 9 ganha nova capa adaptada para os novos componentes (Imagem: Reprodução/YouTube)

Xiaomi Mi 9 ganhou uma nova capa para abrigar cooler

As modificações de hardware, porém, deram fim à tampa de trás. Por isso, foi preciso criar uma capa especial para abrigar todos os novos componentes com o auxílio de uma impressora 3D. A case também possui um design que permite usar acessórios, como um adaptador para prendê-lo em um controle de Xbox, por exemplo.

O final dessa saga custou, ao todo, 910 iuanes (por volta de R$ 685). E, claro, houve melhorias significativas no desempenho: segundo o vídeo, com as alterações, o Mi 9 com Snapdragon 855 se aproximou do atual Snapdragon 8 Gen 1 em benchmark. 

De fato, essa é uma maneira muito mais em conta para ter acesso a um celular gamer. Peguemos o novo Xiaomi Black Shark 5 como exemplo: o smartphone foi lançado na China em março com preços a partir de 2.799 iuanes (R$ 2.105). Se você quiser o modelo mais potente, será preciso desembolsar 5.499 iuanes (R$ 4.140).

Mesmo assim, isto não significa que tudo será simples (ou até mesmo seguro). Além dos conhecimentos técnicos necessários para fazer a modificação, alguns passos podem trazer riscos. Afinal, eu não confiaria em usar um celular com três células de bateria empilhadas e com alto risco de sobreaquecimento devido ao overclock.

Com informações: GSMArena