Início / Notícias / Finanças /

Cartão Trigg agora funciona com Google Pay para pagamentos por aproximação

Clientes da Trigg podem usar celulares Android, ou vestíveis com Wear OS, para pagar usando Google Pay via aproximação; veja como cadastrar cartão

Pedro Knoth

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Trigg agora faz parte do conjunto de empresas que têm cartões compatíveis com Google Play. Com o lançamento, clientes da fintech podem usar a carteira digital do Google para pagar por aproximação (Near Field Communication, ou NFC) com um dispositivo Android, por meio do aplicativo do Google Pay, ou vestíveis com o WearOS.

Cartão da Trigg no Google Pay (Imagem: Divulgação/Trigg)

Além do Google Pay, a Trigg tem uma parceria com o Samsung Pay, permitindo que clientes usem a plataforma da sul-coreana para transações com o celular. Todas as compras ficam registradas no aplicativo da fintech.

Cada pagamento é identificado por origem: compras com Samsung Pay são separadas em uma categoria diferente das que são concluídas usando o Google Pay, cartão virtual ou físico, e pulseira de pagamento. Todas aparecem em uma linha do tempo no app da Trigg.

Para Wellington Alves, CEO da fintech, a parceria com o Google Pay deve facilitar a vida dos clientes da Trigg. A empresa vem acompanhando as tendências no mercado de pagamentos, à medida que mais clientes optam por sacar o celular em vez da carteira ao finalizarem compras. Outros bancos nativos digitais, como Nubank, Next e Neon já se integram à carteira digital do Google.

Como cadastrar o cartão Trigg no Google Pay

Para realizar o cadastro no Google Pay, o cliente da Trigg deve:

  1. Baixar o aplicativo do Google Pay.
  2. Cadastrar as informações do cartão.
  3. A partir disso, ele pode ser usado no smartphone, vestível inteligente ou acessando o aplicativo da Google Play Store.

Nos Estados Unidos, o Google Pay ainda não abocanhou a fatia de mercado que o Google esperava. Uma estimativa de 2020 revelou que apenas 4% dos usuários norte-americanos usam o serviço no âmbito dos pagamentos digitais.

O Google trouxe algumas inovações no uso da carteira digital. No início deste ano, a empresa anunciou que o terminal de pagamentos poderia ser usado para guardar criptomoedas, cartões de fidelidade e até comprovante de vacinação.

Uso de carteiras digitais está em alta no Brasil

De acordo com uma pesquisa do Serasa feita em parceria com a Opinion Box, oito em cada dez brasileiros conhecem carteiras digitais. Segundo o levantamento, 53% dos usuários reconhecem que o cashback é o principal atrativo do modelo de terminais de pagamento virtual.

Com base em uma pesquisa, a empresa Boku e a consultoria Juniper Research preveem que carteiras digitais devem ganhar 4,8 bilhões de usuários até 2025 — metade da população mundial. No Brasil, os cartões de crédito e débito ganharam espaço no mercado: em 2021, ambos se tornaram o segundo e o terceiro meios de pagamento preferidos dos brasileiros, respectivamente.