Clientes da Oi Móvel já podem usar a rede da Claro em cinco DDDs de SP

Claro ficou com 1,1 milhão de linhas da Oi no estado de São Paulo; integração da rede é o primeiro passo, pois incorporação completa pode levar até 12 meses

Lucas Braga
Por

A Claro deu um próximo passo na integração da compra da Oi Móvel, e anunciou que usuários de cinco DDDs do estado de São Paulo já podem acessar a nova rede de telefonia celular. A medida atinge 1,3 milhão de clientes, que passam a ter cobertura ampliada.

Logo da Claro ao lado de pessoa utilizando óculos de realidade virtual
Claro (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A princípio, a integração entre Claro e Oi Móvel atende apenas os DDDs 13, 14, 15, 17 e 18. As demais regiões de São Paulo serão assumidas pela TIM, que prometeu acesso via roaming em até 30 dias a partir de 20 de maio, quando houve o fechamento do negócio (closing).

É importante ressaltar que, nesse momento, a integração se refere apenas à rede e cobertura. A prestação de serviços continua com a Oi, incluindo atendimento e cobrança. De acordo com a Claro, o processo para incorporação completa da Oi Móvel pode levar até 12 meses, dependendo do tipo de plano e da região. A operadora reitera que os clientes serão comunicados a cada etapa da transformação.

A Claro é a segunda maior compradora da Oi Móvel em número de clientes. Ela irá assumir o serviço em 27 DDDs, com cerca de 11,7 milhões de linhas. A operadora pagou R$ 3,7 bilhões, mas não levou nenhuma licença de espectro por atingir o limite máximo da Anatel quando comprou da Nextel em 2019.

Clientes da Oi ganham “upgrade” da rede com a Claro

A Oi Móvel tinha planos muito competitivos, mas a qualidade do serviço deixa a desejar. No estado de São Paulo, por exemplo, a operadora tinha cobertura 4G em apenas 106 municípios, contra 561 localidades atendidas pela Claro com quarta geração.

Também dá pra afirmar que houve upgrade no cenário nacional: o 4G da Oi está presente em 1.043 cidades, enquanto a cobertura da Claro na tecnologia atinge 3.075 municípios. O mesmo acontece com TIM e Vivo, que possuem sinal de quarta geração em mais de 4 mil municípios.

Além de uma cobertura mais extensa, a rede da Claro tem qualidade muito superior à da Oi Móvel. A compradora detém mais licenças de espectro, o que garante maior capacidade disponível e permite entregar internet móvel com maiores velocidades.

Relacionados

Relacionados