Início / Notícias / Jogos /

Fortnite dribla Apple e retorna de graça ao iPhone via Xbox Cloud Gaming

Após dois anos fora da App Store da Apple, Epic Games fecha parceria com Microsoft e disponibiliza Fortnite gratuitamente pelo Xbox Cloud Gaming no iOS

Bruno Ignacio

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Fortnite finalmente voltou ao iPhone e iPad após o game ser banido da App Store em meio a uma longa batalha judicial entre a Epic Games e a Apple. Agora, você pode jogá-lo pelo serviço de streaming Xbox Cloud Gaming, da Microsoft.

Banner promocional de Fortnite
Fortnite (Imagem: Epic Games/Divulgação)

No entanto, ainda não é o retorno esperado por muitos. Você não pode baixar o jogo normalmente pela App Store da Apple, onde ele permanece banido.

Por outro lado, a Epic Games está driblando as complicações na justiça e agora o Fortnite pode ser acessado pelo navegador Safari no Xbox Cloud Gaming. Dessa forma, já é possível jogar o game no iPhone e no iPad, por exemplo.

Na prática, você só precisará de uma conta Microsoft vinculada a conta da Epic Games. Como o Fortnite é gratuito, a parceria também garante que o usuário não precise de uma assinatura paga no serviço de streaming para jogar.

Trata-se da segunda brecha que a Epic Games encontrou para trazer de volta o jogo para os dispositivos iOS da Apple. Em janeiro, a Nvidia também anunciou a inclusão do Fortnite em seu catálogo do GeForce Now, ainda que em fase de testes.

Com a parceria, a Epic Games voltou atrás no que havia dito em abril de 2021. Na época, a desenvolvedora afirmou que via o serviço de streaming de games da Microsoft como um “concorrente” para a própria empresa. A companhia justificou então que, por isso, não adicionaria o Fortnite ao Xbox Cloud Gaming.

Apple vs Epic Games: “taxas abusivas” e ban do Fortnite

A desenvolvedora do Fortnite iniciou uma batalha judicial contra a Apple em 2020, quando a Epic Games tentou driblar a taxa de 30% cobrada na App Store em compras no aplicativo. O resultado foi o banimento do popular jogo da loja do iOS.

Uma ação foi movida na justiça contra a Apple, acusando a empresa de violar as leis antitruste. Embora um tribunal da Califórnia não tenha concordado com as exigências da Epic Games, um juiz solicitou à Apple que desse aos desenvolvedores mais liberdade para direcionar os clientes para processos de pagamento.

No final das contas, o processo se arrasta por dois anos e resultou em algumas vitórias menores para a Epic, mas a Apple saiu com mais vantagens no tribunal. Com isso, o Fortnite não voltou à App Store e talvez nem sequer retorne. Afinal, a desenvolvedora está demonstrando que não precisa da loja de aplicativos do iOS para disponibilizar o jogo no iPhone e iPad.

Microsoft compra mais uma briga com a Apple?

Em comunicado enviado à imprensa, a Microsoft diz que o Fortnite será seu primeiro título popular de jogos em nuvem totalmente free-to-play, mas não o último.

“No Xbox, queremos tornar os jogos acessíveis aos 3 bilhões de jogadores em todo o mundo, e o Cloud tem um papel importante nessa missão”, disse a chefe de produtos do Xbox Cloud Gaming, Catherine Gluckstein. “Simplesmente, queremos que você tenha mais opções, tanto nos jogos que joga quanto na maneira como escolhe jogá-los.”

Enquanto a parceria certamente alegrou os jogadores de Fortnite, a Microsoft pode trazer a tona a clássica rivalidade com a Apple no processo. Além disso, o jogo ainda recebeu uma exceção no Xbox Cloud Gaming, tornando-o o primeiro título free-to-play no serviço. A estratégia pode fazer com que a legião de players do popular game da Epic conheçam mais o serviço de streaming e, talvez, optem por assiná-lo.

Com informações: TechCrunch