Vale fornecerá níquel à Tesla para se aproximar do setor de carros elétricos

Acordo com a Tesla impulsiona a presença da Vale no mercado de veículos elétricos; níquel será fornecido à empresa de Elon Musk

Bruno Gall De Blasi
Por

Tesla agora conta com o auxílio de uma empresa brasileira em suas operações. A Vale anunciou, nesta sexta-feira (6), um acordo de longo prazo com a companhia de Elon Musk para fornecer níquel. A ação da mineradora tem como objetivo aumentar a sua presença na indústria de carros elétricos e visa reduzir a sua pegada de carbono.

Mineradora brasileira Vale é a nova fornecedora de níquel da Tesla (Imagem: Chris Yarzab/Flickr)
Mineradora brasileira Vale é a nova fornecedora de níquel da Tesla (Imagem: Chris Yarzab/Flickr)

O contrato foi confirmado em um comunicado à imprensa neste fim de semana. Em nota, a empresa brasileira afirmou que vai fornecer níquel Classe 1 para as operações da montadora de Elon Musk no Canadá. Os detalhes financeiros do acordo entre as duas companhias, no entanto, não foram revelados até o momento.

A medida dá mais um passo nos planos da companhia para aumentar a sua exposição no mercado de veículos elétricos. Todo esse esforço está alinhado à nova ambição da mineradora brasileira, que é atingir de 30% a 40% de suas vendas de níquel Classe 1 para a indústria. Segundo a Vale, o setor está em “rápido crescimento”. 

A companhia não chegou a revelar o volume de níquel que esta meta representa. Mas a Reuters relembrou no mesmo dia que, de acordo com o relatório de desempenho do primeiro trimestre, a mineradora brasileira vendeu 20.000 toneladas de níquel Classe 1. Desse montante, 1.300 toneladas foram destinadas ao setor de carros elétricos. 

Vale fornecerá níquel para carros elétricos da Tesla

Mas as expectativas não param por aí. A companhia ainda informou na nota que este acordo está ligado à estratégia de alavancar a sua posição de liderança no mercado como o maior produtor de níquel acabado da América do Norte. O projeto também visa reduzir a pegada de carbono da empresa brasileira.

“Esse acordo reflete um compromisso compartilhado com sustentabilidade e mostra muito claramente que somos o fornecedor preferencial para produtos de níquel de baixa emissão de carbono e alta pureza, essenciais para baterias de longo alcance”, disse Deshnee Naidoo, vice-presidente executiva de metais básicos.

Com informações: Reuters e Vale (Newsroom)

Relacionados

Relacionados