Início / Notícias / Jogos /

Sony vende menos PS5 que o esperado em 2021 e culpa crise global de chips

Com 19,3 milhões de unidades vendidas desde o lançamento, PS5 não consegue superar vendas do PS4 em seu segundo ano no mercado

Murilo Tunholi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Sony fechou o ano fiscal de 2021 com cerca de 19,3 milhões de PS5 vendidos no mundo todo desde o lançamento do console. Esse resultado, porém, ficou abaixo das expectativas da empresa, devido à crise no fornecimento de componentes eletrônicos. Apesar disso, a gigante japonesa espera comercializar mais videogames ao longo de 2022 para compensar o deficit nas vendas.

PlayStation 5
PlayStation 5 (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Segundo o relatório financeiro mais recente da Sony, divulgado nesta terça-feira (10), era esperado que 22,6 milhões de PS5 fossem vendidos entre novembro de 2020 e o encerramento deste ano fiscal, em março de 2022. Entretanto, a empresa não conseguiu atingir a meta por 3,3 milhões de unidades.

Em seu primeiro ano de mercado, o PS5 vendeu mais rápido que o PS4. Porém, esse cenário não se repetiu no segundo ano de vida do console.

A falta de PS5 no mercado impediu que o console superasse as vendas do PS4 na mesma janela de tempo. Em comparação, o videogame da geração passada, lançado em novembro de 2013, chegou em março de 2015 com 20,2 milhões de unidades comercializadas ao redor do mundo.

Em comunicados anteriores, a dona do PlayStation havia avisado aos investidores que a crise de chips semicondutores, causada principalmente pela pandemia da COVID-19, iria continuar afetando a fabricação de consoles por algum tempo — e isso se concretizou.

Para compensar o deficit nas vendas, a Sony espera vender 18 milhões de PS5 ao longo do ano fiscal atual, que termina em março de 2023. Caso isso aconteça, o videogame pode ultrapassar a marca de 37,3 milhões de unidades comercializadas no ano que vem, superando mais uma vez os números do PS4.

Sony vende mais jogos, mas PS Plus perde assinantes

No segmento de jogos, a Sony viu um aumento nas vendas. A empresa registrou 14,5 milhões de títulos de PS4 e PS5 vendidos no primeiro trimestre de 2022. Nos últimos três meses de 2021, esse número era bem menor: foram comercializados 7,9 milhões de games para ambos os consoles.

Por outro lado, a quantidade de assinantes do PlayStation Plus diminuiu um pouco no último ano fiscal. O serviço tinha 47,6 milhões de usuários registrados em março de 2021, mas chegou a março de 2022 com 47,4 milhões de pessoas.

Com a chegada dos novos planos do PS Plus, em 13 de junho deste ano, é provável que a quantidade de assinantes do serviço volte a crescer.

O número de jogadores de PlayStation também caiu nos últimos 12 meses. A plataforma contabilizou 106 milhões de usuários ativos no final deste ano fiscal. Em março de 2021, 109 milhões de pessoas tinham pelo menos um console da Sony em casa.

Sony vai comprar ações para compensar quedas

Na visão geral, a Sony também não cumpriu as expectativas de vendas. Somando os resultados de todos os setores da empresa no último ano fiscal, a gigante japonesa registrou faturamento de US$ 8,9 bilhões (cerca de R$ 45,72 bilhões) em vez dos US$ 9,2 bilhões (R$ 47,27 bilhões) esperados para o período.

Segundo informações da Bloomberg, a Sony pretende comprar 2,02% de suas próprias ações para compensar o ano complicado. Essa transação pode garantir US$ 1,5 bilhão (R$ 7,71 bilhões) à empresa.

Com informações: Eurogamer, Sony.