Notícias Aplicativos e Software

WhatsApp ganha suporte a até dez aparelhos, mas só para quem pagar

Plano pago com mais recursos é novidade do WhatsApp Business, versão voltada para negócios; Meta também lança API e nuvem para empresas

Giovanni Santa Rosa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O WhatsApp ganhou fama como um aplicativo de mensagens, mas nos últimos anos, se tornou também uma ferramenta para atendimento ao cliente. Duas novidades chegam para reforçar este uso. Uma delas é a WhatsApp Cloud API, uma interface para que empresas tenham mais possibilidades de atendimento. A outra é o WhatsApp Premium, serviço pago com mais opções.

Logotipo do WhatsApp
WhatsApp (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

A Meta sabe que muitas pequenas e médias empresas dependem do WhatsApp Business e não têm condições de desenvolver suas próprias plataformas de atendimento. Por isso, ela colocará alguns recursos a mais no aplicativo, mas eles serão parte de um novo plano pago, chamado WhatsApp Premium.

Versão paga do WhatsApp Business

Uma das novidades é poder gerenciar conversas em até 10 dispositivos. O aplicativo atualmente permite que apenas quatro aparelhos sejam utilizados ao mesmo tempo.

Outro recurso adicional é o link personalizado para iniciar conversas. Com ele, os negócios poderão criar links como “wa.me/minha-empresa”, facilitando a divulgação e o contato de clientes.

Link personalizado e conexão para mais aparelhos são duas novidades do plano pago do WhatsApp Business
Link personalizado e conexão para mais aparelhos são duas novidades do plano pago do WhatsApp Business (Imagem: Divulgação / Meta)

Essas duas ferramentas novas já eram esperadas há algum tempo. A possibilidade de usar até dez aparelhos em uma única conta apareceu na versão beta do aplicativo em abril de 2022. Já o link personalizado também foi visto primeiro na fase de testes, em maio de 2022.

Por enquanto, não há informações sobre quando o WhatsApp Premium será lançado nem quanto vai custar.

Meta vai oferecer API e nuvem pública

A Meta também tem novidades para empresas com mais capacidade de gerenciar suas próprias plataformas.

A WhatsApp Cloud API permitirá que desenvolvedores criem programas de atendimento. Assim, o cliente pode entrar em contato pelo app, mas os funcionários poderão usar outro programa fornecido por sua empresa.

Outra novidade será o serviço de hospedagem na nuvem gratuito fornecido pela Meta. Assim, as empresas que usarem a API não precisarão gastar com servidores para suas plataformas de atendimento. Além disso, terão acesso instantâneo a novos recursos. A companhia promete que será possível começar a operar em questão de minutos.

Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque