Notícias Aplicativos e Software

Windows 11 vai mostrar quais aplicativos acessaram câmera e microfone

Nova ferramenta lista programas que requisitaram dados sensíveis e periféricos, como localização, contatos, microfone e câmera

Giovanni Santa Rosa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Em tempos de espionagem e ataques com malware, o Windows 11 terá mais um recurso para quem se preocupa com a privacidade. O sistema vai mostrar quais aplicativos acessaram dados sensíveis e dispositivos. Será possível, por exemplo, saber os últimos programas a usar a câmera, o microfone ou a lista de contatos.

Logotipo do Windows 11
Windows 11 (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

O recurso foi adicionado a uma das compilações Preview do Windows 11 e disponibilizado para inscritos no canal de desenvolvedores do programa Windows Insiders.

Com ele, dá para saber mais sobre as requisições de contatos, localização, chamadas, mensagens, capturas de tela, microfone e câmera.

Há algumas limitações. É possível descobrir apenas quais aplicativos acessaram essas informações e quando foi a última vez. Não há informações sobre, por exemplo, quantas vezes eles acessaram, nem em que horários.

As informações ficam no aplicativo Configurações, em Privacidade & segurança e Permissões de aplicativo. Lá, um menu drop-down Atividade recente mostra os últimos acessos para cada uma das informações.

Windows 11 terá mais novidades de segurança

Ainda não há uma previsão de quando o recurso deve estar disponível para todos os usuários, e a Microsoft não anunciou oficialmente a novidade. Mesmo assim, executivos da empresa já falam abertamente sobre o assunto.

David Weston, vice-presidente de empresas e segurança de sistema operacional da Microsoft, fez um tweet sobre a ferramenta de privacidade.

Esta não é a única novidade da Microsoft para segurança do sistema. Em abril, ela anunciou uma melhoria na proteção contra phishing do Microsoft Defender SmartScreen.

Outro recurso futuro é a Personal Data Encryption, que protege dados e arquivos do usuário — a única maneira de acessá-los é se autenticando com o Windows Hello.

Com informações: Bleeping Computer.

Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque