Notícias Celular

iPhone 14 Pro e 14 Pro Max podem ser os únicos a receber novo chip da Apple

Modelos intermediários dos próximos iPhones não terão os chips mais novos, diz Kuo; Apple A16 pode ser levado apenas ao iPhone 14 Pro

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Tradicionalmente, a Apple atualiza os processadores de todas as variantes ao lançar uma nova geração do iPhone. A companhia, porém, pode alterar esta receita com o iPhone 14: apenas os modelos com o selo Pro vão receber o próximo chip da marca, o Apple A16. É o que conta Ming-Chi Kuo em uma análise feita nesta quarta-feira (6).

Sucessor do iPhone 13 Pro (foto) deve ser anunciado com processador mais novo do que o esperado iPhone 14 (Imagem: Lucas Braga / Tecnoblog)
Sucessor do iPhone 13 Pro (foto) deve ser anunciado com processador mais novo do que o esperado iPhone 14 (Imagem: Lucas Braga / Tecnoblog)

As previsões do analista foram reveladas em uma publicação em seu perfil do Medium. Para ele, o futuro Apple A16 será exclusivo ao iPhone 14 Pro e 14 Pro Max. Enquanto isso, os modelos intermediários, que tendem a ser identificados como iPhone 14 e 14 Max, podem chegar às lojas com o Apple A15, o mesmo processador do iPhone 13.

Caso a previsão se torne realidade, esta seria uma mudança radical desde que a Apple passou a oferecer modelos mais avançados. Peguemos o iPhone 7, de 2016, como exemplo: a grande diferença entre a edição convencional e a variante Plus fica pela tela maior e pela câmera secundária. 

A situação é similar aos modelos lançados desde o iPhone XS e XR, em 2018. Naquela época, o iPhone XR tinha tela LCD e apenas um sensor fotográfico. Já o iPhone XS e XS Max contam com uma tela OLED e câmera dupla. Afinal, a Apple precisava oferecer diferenciais ao produto mais caro que, desde o ano seguinte, ganhou o selo “Pro”.

Mas, aparentemente, a Apple está pronta para mudar a sua estratégia mais uma vez. 

iPhone 14 Pro deve dar adeus ao notch e ganhar processador mais recente (Imagem: Reprodução/Max Weinbach/Twitter)
iPhone 14 Pro deve dar adeus ao notch e ganhar processador mais recente (Imagem: Reprodução/Max Weinbach/Twitter)

Receita deve se repetir nos próximos lançamentos

A fabricante tende a destinar os chips mais potentes aos modelos mais encorpados a partir de 2022. E o próprio analista traz uma explicação: em suas projeções, ele afirma que as vendas dos modelos avançados tendem a aumentar para uma cifra entre 55% e 60% no fim do ano. Antes, o proporcional esperado era de 40% a 50%.

“O chip de processador mais recente será exclusivo para os modelos topo de linha do iPhone no futuro”, explicou Kuo no Medium. “Uma alta proporção de remessas de modelos topo de linha do iPhone será a norma”. Ou seja, possivelmente, o iPhone 14 não será o único a trazer essa diferenciação no processador, justamente para aumentar as vendas dos modelos mais avançados ao longo dos próximos anos.

9to5Mac ainda observou que a Apple adotou uma estratégia similar no iPad há um tempo. Não à toa, o iPad convencional está à venda com o Apple A13, o mesmo chip do iPhone 11, enquanto o iPad Air sai da caixa com o Apple M1. Na loja da Apple, os tablets custam a partir de R$ 3.790 e R$ 6.697, respectivamente.

iPhone 13 Mini não deve ganhar sucessor em 2022 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)
iPhone 13 Mini não deve ganhar sucessor em 2022 (Imagem: Darlan Helder/Tecnoblog)

iPhone 14 Pro tende a dar adeus ao notch

Mas esta não seria a única diferença entre os modelos. A Apple também pretende dar fim ao notch no iPhone 14 Pro, ao aderir uma tela com um furo, assim como o Galaxy S22, Xiaomi 12 e outros celulares Android. Assim, os modelos terão um painel maior e com menos interferências, já que o recorte será reduzido drasticamente.

Apesar disso tudo, a Apple pretende igualar a memória RAM das quatro variantes em 6 GB. A próxima geração ainda tende a ter apenas dois tamanhos de tela: 6,1 polegadas para o iPhone 14 e 14 Pro e 6,7 polegadas para o iPhone 14 Max e 14 Pro Max. E… sim, aparentemente, a edição Mini não será atualizada em 2022.

A expectativa é de que os sucessores do iPhone 13 sejam lançados em setembro.

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque