Notícias Inteligência Artificial

Nova inteligência artificial da Meta pode traduzir até 200 idiomas

O modelo NLLB-200 consegue oferecer traduções 44% mais precisas e pode ajudar no desenvolvimento de outras tecnologias

Wagner Pedro
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Meta anunciou um novo modelo de inteligência artificial: o NLLB-200. Essa versão chega para melhorar a tradução de conteúdos, oferecendo suporte a 200 idiomas diferentes com resultados até 44% mais precisos que outras tecnologias do gênero. A empresa também disponibilizou o código da IA e pretende premiar em até US$ 200 mil os usos mais impactantes ligados a pesquisadores e organizações sem fins lucrativos.

Inteligência artificial (Imagem: Pixabay/Geralt)
Inteligência artificial (Imagem: Pixabay/Geralt)

A nova inteligência artificial faz parte do sistema No Language Left Behind (NLLB) da Meta, usado para traduzir conteúdos no Instagram e Facebook, por exemplo. Essa versão chega para elevar o nível da tradução automática, oferecendo um sistema de qualidade para a maioria dos idiomas do mundo.

Segundo a empresa, o NLLB-200 registrou um desempenho 44% melhor quando comparado a outras pesquisas de IA. Em alguns idiomas africanos e indianos, o software conseguiu traduções 70% melhores.

Para avaliar e melhorar o modelo, a equipe responsável pelo projeto também construiu o FLORES-200, um conjunto de dados que permite que os pesquisadores analisem o desempenho da IA em 40 mil direções de linguagem diferentes, garantindo que cada idioma tenha traduções de alta qualidade.

Uma IA disponível para todos

Para propagar o uso da nova inteligência artificial e ajudar em novas tecnologias, a Meta está disponibilizando o código da NLLB-200 e do FLORES-200 no GitHub. Assim, pesquisadores e desenvolvedores poderão melhorar suas ferramentas de tradução.

A dona do Facebook também vai premiar em até US$ 200 mil os usos mais impactantes da IA, ligados a pesquisadores e organizações sem fins lucrativos com iniciativas focadas em sustentabilidade, segurança alimentar, violência baseada em gênero, educação ou outras áreas de apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

A Meta pretende inserir a inteligência artificial em suas redes sociais e no desenvolvimento do Metaverso. No entanto, a companhia acredita que existe espaço para avanços significativos em outras tecnologias, como assistentes de voz e programas para adicionar legendas em filmes.

Há uma versão de demonstração do NLLB-200 no site da empresa. Por lá, é possível ler algumas histórias e verificar a capacidade de tradução da IA.

Com informações: Meta.

Wagner Pedro

Autor

Wagner Pedro é um paraibano “arretado” apaixonado por smartphones e cobre tecnologia desde 2017. Autodidata desde a época dos PCs de tubo, internet discada e Windows XP, buscou conhecimento em pequenos cursos de Informática e uniu essa paixão ao jornalismo. Ainda sente falta do extinto Windows Phone.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque