Notícias Negócios

Twitter se defende e acusa Elon Musk de violar acordo “conscientemente”

Em carta enviada a Musk, rede social nega ter descumprido contrato e cobra "melhores esforços" de bilionário para concluir transação

Giovanni Santa Rosa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Elon Musk não quer mais comprar o Twitter, e a rede social não ficou nem um pouco contente. Em carta enviada ao bilionário, a empresa o acusa de ter violado o acordo “conscientemente”. A companhia nega ter descumprido o combinado na negociação.

Elon Musk aconselha tomar cuidado com investimentos em criptomoedas (Imagem: Steve Jurvetson/Flickr)
Elon Musk (Imagem: Steve Jurvetson/Flickr)

A carta foi enviada a Musk no domingo (10) e registrada junto às autoridades regulatórias na segunda (11). Nela, os advogados do Twitter exigem que Musk e associados cumpram suas obrigações previstas no acordo, incluindo usar seus “razoáveis melhores esforços” para consumar a transação.

Mesmo com o aviso, a empresa se movimenta nos bastidores para processar a pessoa mais rica do mundo. Segundo fontes ouvidas pela Reuters, uma ação judicial pode ser apresentada ainda esta semana no estado americano de Delaware.

Spam na rede é motivo de controvérsia

A incerteza na negociação surgiu após Musk questionar a quantidade de bots, fakes e contas de spam existentes no Twitter. A empresa alega eles representam 5% dos chamados usuários diariamente ativos monetizáveis. O empresário, no entanto, acredita que este número é muito maior.

Analistas ouvidos pela agência de notícias acreditam que a empresa corre riscos em um eventual processo contra Musk. Ela poderia, por exemplo, ser obrigada a revelar mais dados internos. Isso poderia trazer prejuízos a seus funcionários e acionistas.

Caso fique provado que o número de contas fake representa uma fatia maior que 5%, a compra pode sair por um valor menor que o combinado.

Os especialistas ouvidos pela Reuters também consideram que a empresa tem argumentos fortes contra Musk, mas pode sair com uma renegociação ou um acordo e evitar uma longa batalha nos tribunais.

Musk ironiza processo

Na segunda (11), quando surgiram as primeiras notícias sobre a possibilidade de o Twitter recorrer à Justiça, Musk fez uma série de provocações no Twitter.

Em uma das publicações, colocou suas próprias imagens rindo, junto a um texto que sugere que a empresa será obrigada a revelar informações sobre bots nos tribunais.

Em outro, mais enigmático, ele postou uma foto do ator Chuck Norris — que virou meme nos anos 2000 com os “Chuck Norris facts” — jogando xadrez com apenas um peão.

Com informações: Reuters.

Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque