Notícias Telecomunicações

Claro expande troca de cabo coaxial por fibra após queda na receita fixa

Claro divulga resultados financeiros do 2º trimestre de 2022 e expande fibra óptica; receita móvel cresce 20% com clientes da Oi Móvel

Lucas Braga
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

A Claro Participações divulgou os resultados financeiros do 2º trimestre de 2022, e a operadora reportou salto de 7,6% na receita líquida. O período foi marcado pelo fechamento da compra da Oi Móvel, que impulsionou o faturamento com telefonia celular após a adição de clientes. Após períodos consecutivos com queda de receita fixa, a tele expandiu a rede de fibra óptica em 11 cidades onde ela já atuava com banda larga via cabo coaxial (HFC).

Loja da Claro em São Paulo (Imagem: Felipe Ventura / Tecnoblog)
Loja da Claro em São Paulo (Imagem: Felipe Ventura / Tecnoblog)

Claro — Resultados financeiros do 2º trimestre de 2022

Confira os principais resultados financeiros da Claro Brasil no 2º trimestre de 2022 e o comparativo com o mesmo período do ano anterior:

Indicador2º trimestre/20222º trimestre/2021Diferença
Receita líquida totalR$ 10,55 bilhõesR$ 9,81 bilhões+ 7,6%
Receita de serviços móveisR$ 5,14 bilhõesR$ 4,27 bilhões+ 20,5%
Receita de serviços fixosR$ 4,99 bilhõesR$ 5,114 bilhões– 2,5%
EBITDA
(lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização)
R$ 4,35 bilhõesR$ 4,05+ 7,6%

Por ser uma empresa de capital fechado no Brasil, a Claro não divulga ao mercado o resultado de lucro líquido. A margem EBITDA para o período foi de 41,3%, sem variações no comparativo anual.

Claro expande fibra em 11 cidades onde atua com cabo

Em março de 2021, o Tecnoblog revelou que a Claro havia começado a trocar a infraestrutura de cabo coaxial em algumas regiões de São Paulo, substituindo pela fibra óptica. Na época se tratava apenas de um piloto, com sobreposição em poucos bairros.

Pula para o 2º trimestre de 2022, e a Claro finalmente avançou na substituição do cobre pela fibra. Segundo o relatório da operadora, a rede FTTH (em que a fibra chega dentro da casa do cliente) avançou em 11 cidades com presença da tecnologia HFC, que depende de cabos coaxiais. A disponibilidade ainda é restrita, com adição de cobertura para 148 mil domicílios

Cabo de fibra óptica (Imagem: Cnippato78/Pixabay)
Cabos de fibra óptica (Imagem: Cnippato78/Pixabay)

Durante o trimestre, a Claro também expandiu seus serviços fixos para 24 novas cidades, com adição de 489 mil domicílios cobertos com fibra óptica. Ao todo, a rede FTTH da Claro atinge 4,2 milhões de casas, número ínfimo em comparação com a extensão do cabo coaxial.

Claro é a maior operadora de internet, mas concorrência é grande

Considerando a tecnologia FTTH e HFC, a Claro tem cobertura para 36,8 milhões de brasileiros, o que a coloca como a rede de banda larga mais extensa do Brasil. A liderança também é refletida no número de clientes, e a tele concentra 23,4% desse mercado.

Durante o trimestre, as adições líquidas foram de apenas 4,3 mil clientes. O mercado de internet fixa é muito concorrido, e a Claro compete com diversos provedores de pequeno porte e grandes operadoras que investem em fibra óptica, como Vivo e Oi.

Receita móvel da Claro cresce 20% após compra da Oi

O fechamento da venda da Oi Móvel ocorreu no mês de abril, e a Claro recebeu 12,8 milhões de linhas de telefonia celular. Por enquanto, esses clientes continuam sendo atendidos pela Oi. A operadora prevê que a migração massiva comece em setembro de 2022.

Ainda que a Oi continue gerindo sua ex-base de clientes de telefonia celular, os resultados financeiros já foram consolidados pela Claro a partir de maio. Isso impulsionou o aumento na receita de serviços móveis, com alta de 20,5% no comparativo anual.

A base de clientes pós-pagos cresceu 22,6% no ano. Essa categoria de contrato é vista com muita importância, pois os planos têm preços maiores e maior recorrência de pagamento. Foram 8,8 milhões de adições líquidas no segmento, dos quais 4,8 milhões são oriundos da Oi Móvel.

No pré-pago, a Claro terminou o mês de abril com 37,5 milhões de clientes após receber 8,1 milhões de acessos da Oi. A operadora encerrou o trimestre com 85,7 milhões de linhas móveis, ocupando a vice-liderança em participação de mercado, atrás apenas da Vivo.

Lucas Braga

Autor especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque