Notícias Computador

Samsung anuncia primeira memória GDDR6 que transmite dados a 24 Gb/s

Dependendo das especificações, uma placa de vídeo com a nova memória GDDR6 será capaz de transferir até 1,1 TB de dados por segundo

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Via de regra, quanto mais memória uma placa de vídeo tem, melhor é o seu desempenho com jogos e outras atividades. Mas o tipo de memória também importa. Não é por acaso que a Samsung anunciou, nesta quinta-feira (14), um módulo GDDR6 capaz de operar com taxa de transferência de dados de até 24 Gb/s (gigabits por segundo).

Memória GDDR6 da Samsung (imagem: divulgação/Samsung)
Memória GDDR6 da Samsung (imagem: divulgação/Samsung)

A companhia desenvolveu a novidade para um segmento muito específico: a próxima geração de placas de vídeo. Nas palavras da própria Samsung, o novo módulo GDDR6 é 30% mais rápido que a geração atual, cuja taxa máxima é de 18 Gb/s (um número que também é impressionante).

É claro que o foco desse tipo de produto são placas gráficas de alto desempenho. Mas a empresa garante que o novo módulo é totalmente compatível com as especificações da JEDEC (entidade que estabelece padrões para a indústria de microeletrônica). Isso significa que o módulo pode funcionar em conjunto com diversas categorias de GPU.

Em outras palavras, não é só o segmento de jogos que poderá ser beneficiado por esse tipo de tecnologia. Aplicações profissionais também. Pelo menos é o que Daniel Lee, executivo da área de memórias da Samsung, dá a entender:

A explosão de dados que agora está sendo favorecida pela inteligência artificial e pelo metaverso está aumentando a demanda por mais recursos gráficos capazes de processar grandes volumes de dados simultaneamente, com velocidades extremamente altas.

Até 1,1 terabyte por segundo

Infelizmente, a Samsung não revelou todos os detalhes técnicos de seu novo módulo GDDR6. Informações sobre latência, por exemplo, ainda são desconhecidas.

A companhia contou apenas que combinou um “design de circuito inovador” com um material do tipo HKMG (High-K Metal Gate). Essa tecnologia oferece isolamento de alta eficácia, razão pela qual diminui o vazamento de corrente.

Não estamos falando de uma abordagem inédita. A Samsung usa HKMG em memórias GDDR6 pelo menos desde 2018. De todo modo, esse é um dos fatores que permitem ao módulo operar com taxas de transferência de dados tão elevadas.

Mas a parte mais interessante do anúncio da Samsung é esta:

Quando integrada a uma placa de vídeo premium, a [nova] memória GDDR6 pode transferir até 1,1 terabyte (TB) de dados, ou cerca de 275 filmes em full HD, em apenas um segundo.

Note, porém, que essa é uma estimativa para uma placa de vídeo de alto desempenho. Vários fatores precisam ser considerados nesse tipo de cálculo, como o padrão de barramento de memória.

Memória GDDR6 da Samsung (imagem: divulgação/Samsung)
Memória GDDR6 da Samsung (imagem: divulgação/Samsung)

Versões para notebooks

Na prática, tudo isso indica que uma placa de vídeo pode ter um bom incremento de desempenho com esse tipo de memória. Mas, sim, o consumo aumentado de energia pode ser um efeito colateral. A Samsung esclarece, porém, que também produzirá memórias GDDR6 de 20 Gb/s e 16 Gb/s para notebooks otimizadas para uma boa eficiência energética.

Os novos módulos GDDR6 já estão sendo disponibilizados a clientes da Samsung para testes. Mas a chegada da tecnologia ao mercado dependerá das novas gerações de chips gráficos, como já ficou claro.

Emerson Alecrim

Autor / repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado InfoWester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque